O papa Bento XVI disse neste sábado que o Estado do Vaticano, que festeja 80 anos de sua fundação, é uma “realidade pacificamente adquirida, apesar de nem sempre compreendida em suas razões de ser e em suas múltiplas tarefas às quais é convocado”. O Pontífice deu esta declaração durante uma audiência concedida aos participantes do simpósio de estudos sobre o Tratado de Latrão – acordos feitos pela Igreja Católica com o Estado italiano em 1929, durante o governo do ditador Benito Mussolini – e o 80º aniversário da fundação da Cidade do Vaticano.

“A Cidade do Vaticano é na verdade um ponto quase invisível nos mapas da geografia mundial, um Estado diminuto e inerme, carente de exércitos temíveis, aparentemente irrelevante nas grandes estratégias geopolíticas”, explicou Bento XVI. No entanto, ressaltou o Papa, “este local visível da absoluta independência do Vaticano foi o centro de irradiação de uma constante ação em favor da solidariedade e do bem comum”.
ANSA