junho 2009
D S T Q Q S S
« mai   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

:: 21/jun/2009 . 23:20

Agentes encontram motosserra dentro da Lemos Brito

Entre facas, celulares, munição, serrotes, maconha e dinheiro, os agentes que realizaram a última vistoria na Penitenciária Lemos Brito, em Salvador, encontraram nada menos que uma motosserra dentro de uma das celas. A vistoria, feita na última quinta-feira (18), e as dimensões do objeto deixaram claro para os gestores da política penitenciária do Estado que a corrupção está presente entre envolvidos no trabalho com os presos.

“Uma motosserra não entra no presídio sem que haja algum tipo de facilitação”, considerou o secretário estadual de Justiça, Nelson Pellegrino, que assumiu o cargo há cerca de dois meses.

A Bahia será o próximo estado a receber o mutirão carcerário do Conselho Nacional de Justiça. O estado tem hoje um déficit de cerca de 8 mil vagas, considerando que há um excedente de cerca de 2 mil presos no sistema penitenciário e de 6 mil vivendo nas carceragens das delegacias. A Penitenciária Lemos Brito é a maior unidade do Complexo Penitenciário de Mata Escura, em Salvador, e no ano passado foi alvo de uma operação que apreendeu dentro da cela do traficante Genilson Lino da Silva, o Perna, 8 quilos de cocaína, pistolas e R$ 280 mil.

:: LEIA MAIS »

Número de homossexuais assassinados no estado chega a 27

Mais um homossexual foi assassinado em Salvador este ano, elevando para 11 o número de crimes desse tipo na Bahia, contra 83 no país. A vítima dessa vez foi o office-boy Carlos Alberto de Souza Ferreira, 44 anos, morto ontem, dentro da própria casa, em Águas Claras, com três tiros – dois no rosto e um no peito.

Segundo informações da 13ª Delegacia, em Cajazeiras, ele bebia em casa com mais duas pessoas. Por volta de 0h30, houve uma discussão. Vizinhos contam que ouviram os tiros. Dados do Grupo Gay da Bahia (GGB) dão conta que, dos 190 homicídios de homossexuais praticados no país, em 2008, 27 foram na Bahia.

O estado ocupa o segundo lugar no ranking em volume de ocorrências, perdendo apenas para Pernambuco. “Os riscos que corremos gays do Nordeste são 87% maiores do que os do Sul”, avalia o antropólogo e fundador do GGB da Bahia, Luiz Mott, acrescentando que a impunidade estimula a prática de novos crimes.

:: LEIA MAIS »

Entrevista: Britto Jr. vive seus dias de Pedro Bial

Apresentador de reality show não disputa prêmios milionários, mas concorre a críticas. Foi assim com o global Pedro Bial, nas primeiras edições do Big Brother Brasil, e está sendo assim com o também jornalista Britto Jr., da TV Record, que desde 1º de junho comanda A Fazenda – atração que confina celebridades em um sítio em Itu, interior de São Paulo.

A resposta do público ainda está aquém das expectativas e do investimento da Record (30 milhões de reais) em A Fazenda. Mas a liderança por 27 minutos na Grande São Paulo, no último domingo, com picos de 23 pontos no Ibope, começa a animar a emissora a realizar uma segunda edição, ainda neste ano. Para Britto Jr., A Fazenda já merece nota oito. Confira a entrevista do apresentador a seguir.

As comparações com Pedro Bial o incomodam?
A comparação com o Pedro Bial é descabida, no sentido de que ele já faz há nove anos o Big Brother, e que, quando ele fez o primeiro, o segundo, o terceiro e, se eu não me engano, até o quarto, todo mundo falava mal dele. Só que, com o tempo, o Bial foi provando que estava certo, que o estilo estava correto, que a maneira como conduzia era correta. E ele, particularmente, também fez auto-análise, usou de autocrítica e foi ajustando o tom. É a mesma coisa que está acontecendo comigo.

:: LEIA MAIS »

Onde estão os éticos?

IstoÉ

A foto já estava encomendada. O grupo de nove senadores auto-intitulados “éticos” programou um almoço para a última terça-feira 16 no gabinete de Tasso Jereissati (PSDB-CE).

Posariam diante dos holofotes como os responsáveis por tentar livrar a instituição do fosso profundo em que se encontra desde o início do ano, quando eclodiu o escândalo do pagamento de horas extras aos servidores em pleno recesso e o das diretorias fantasmas destinadas a acomodar afilhados políticos e garantir mordomias.

Mas tão logo vazou a notícia sobre o encontro nos corredores do Senado, o celular de Jereissati não parou mais de tocar. “Vai ter reunião dos éticos? Também quero ir”, repetiram mais de 15 senadores. “Eu fui convidado”, fez questão de dizer o senador Almeida Lima (PMDB-SE) e outros que eram questionados sobre o assunto em plenário.

Resultado: o almoço foi cancelado. Em vez de uma mesa farta, houve uma reunião austera, no dia seguinte, no gabinete de Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE). A pressão da maioria dos senadores descaracterizou o convescote dos “éticos.”

:: LEIA MAIS »

A Lei Seca está dando certo. Mas precisa melhorar

Época

Aprovada e sancionada sob muita polêmica em 2008, a lei 11.705, conhecida como Lei Seca, que estabeleceu limites mais rígidos para o ato de beber e dirigir, passou nos últimos dias por uma análise minuciosa.

Depois de um ano em vigor, completado neste sábado (20), todos querem saber: a lei deu certo? Pode ser aperfeiçoada? Como isso deve ser feito? Ao responder a essas questões, autoridades do governo e especialistas são unânimes em um ponto: o aumento da fiscalização deve ser o aspecto central do sucesso efetivo da Lei Seca.

“A lei teve bons resultados e produziu um debate importante, mas se ela for desmoralizada, será um retrocesso fenomenal”, o psiquiatra Ronaldo Laranjeira, coordenador da Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

:: LEIA MAIS »

Vettel vence com facilidade e ameaça domínio da Brawn

Com um desempenho excepcional desde a largada, Sebastian Vettel venceu sua segunda corrida na temporada, o GP da Inglaterra, em Silverstone. Com uma vantagem que chegou a um segundo para os demais por volta, o alemão liderou a dobradinha da RBR, que ainda teve Mark Webber na segunda posição. O australiano superou Rubens Barrichello após a primeira rodada de pit stops e deixou o brasileiro da Brawn GP em terceiro, com um carro deficiente no circuito inglês.

Felipe Massa, da Ferrari, conseguiu uma brilhante quarta posição após largar apenas em 11º. Com trechos mais longos que os dos rivais, o brasileiro subiu na classificação nos momentos das paradas de boxes. Nico Rosberg, da Williams, chegou em quinto, logo à frente de Jenson Button, líder do campeonato, que ainda tentou uma pressão nas voltas finais, mas sem sucesso e ficou em sexto. É a primeira vez na temporada em que o inglês fica fora do pódio.

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia