O técnico Leonardo, do Milan, não confirmou o time que entra em campo amanhã, contra a Udinese, mas indicou que pode optar por uma formação com o craque brasileiro Ronaldinho e com o meia holandês Seedorf.

Para isso, o treinador brasileiro disse que Ronaldinho pode ser escalado como segundo atacante. “É uma posição onde ele pode jogar. Está bem, eu o vi sereno e tranquilo, pode jogar também junto com Seedorf”, revelou.

Após ter jogado mal contra a Inter de Milão na segunda rodada do Campeonato Italiano, Ronaldinho foi substituído pelo meia holandês nos últimos jogos. Seedorf, por sua vez, foi decisivo ao substituir o brasileiro, sendo o principal responsável pelas últimas vitórias do Milan.

“Eu sou brasileiro, acredito que todos podem jogar junto com todos. Então [Ronaldinho] deve encontrar o equilíbrio, mas jogavam juntos até Romário e Bebeto”, lembrou Leonardo, que fez parte do time campeão da Copa do Mundo de 1994 com aquela dupla de ataque.

Após as atuações apagadas e, sobretudo, depois de não ter sido relacionado para o último jogo, contra o Bologna, por conta de uma febre, Ronaldinho foi alvo de especulações da imprensa espanhola, que cogitou uma possível aposentadoria do craque em breve.

Mas o próprio meia, em seu site oficial, fez questão de desmentir a notícia. “Nunca pensei em parar. Estou muito feliz em Milão e no Milan do mesmo modo que fui feliz em todas as cidades e clubes em que joguei”, garantiu o jogador.

Para o jogo de amanhã, Ronaldinho pode ser testado no ataque, já que nenhum dos jogadores daquela posição conseguiu uma regularidade no time de Leonardo. A concorrência é forte, já que o Milan tem à disposição para o setor ofensivo Alexandre Pato, Huntelaar, Inzaghi e Borriello.

“A Udinese é uma equipe com um esquema híbrido, com jogadores que parecem uma coisa e fazem uma outra, e isso torna o nosso objetivo mais difícil”, analisou Leonardo, que busca promover a recuperação do Milan, após um início de campeonato instável.

Em quatro jogos disputados, o Milan foi goleado pela Inter de Milão em casa e não saiu de um empate em 0 a 0 contra o fraco Livorno. Com isso, ocupa apenas a oitava posição e já vê seus grandes concorrentes Inter de Milão e Juventus abrirem vantagem na tabela.
ANSA