A certificação de produtos avança rapidamente no Brasil e chegou às panelas de pressão, que oferecem risco de acidentes. É possível encontrar, nas lojas que vendem o produto, panelas mais seguras e certificadas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro).

Desde o dia 1º de setembro de 2009 todas as panelas de pressão só podem sair de fábrica com a etiqueta do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro).

“Apesar de o comércio atacadista e varejista ainda poder vender as panelas de pressão não certificadas até o dia 1º de março de 2010, o consumidor já pode encontrar produtos com a etiqueta selo nas lojas”, assegura Luiz Carlos Cipriano, gestor do programa de Avaliação da conformidade para panelas de pressão do Inmetro.

Arcangelo Nigro Neto, vice-presidente do Sindicato da Indústria de Artefatos de Metais Não Ferrosos no Estado de São Paulo (Siamfesp), diz que o setor já está se adequando às regras. “Algumas empresas (que deixaram para última hora) ainda não conseguiram a certificação. Mas já existem hoje cerca de 10 fabricantes cujas panelas já estão certificadas.”

O objetivo da obrigatoriedade do selo é garantir segurança ao produto. Panelas de má qualidade podem explodir e causar danos materiais e físicos.

Todos os fabricantes precisam submeter seus produtos a uma série de ensaios e normas para receberem a certificação, além de disponibilizarem um manual com informações claras sobre a forma correta de conservação e limpeza dos produtos.

Entre as exigências do Regulamento de Avaliação da Conformidade está a realização do teste hidrostático para avaliar a resistência do alumínio e a verificação do funcionamento da válvula de segurança.

Serão verificadas também a pressão máxima de trabalho e a resistência de cabos e alças das panelas, teste de corrosão, de vedação e de capacidade volumétrica.

Mas nem sempre o culpado pelos acidentes é o fabricante. “Na maioria dos casos, os problemas ocorrem por falta de cuidados de manutenção da panela. O entupimento da válvula (um dos fatores que mais provocam explosões e acidentes) pode ser evitado com uma simples limpeza ou troca do artefato”, diz.

Ele alerta ainda para sempre trocar a válvula em locais autorizados e utilizar peças originais da panela. “Caso contrário, podem transformar sua panela numa bomba.”
AgênciaEstado