Dia 27 de novembro de 2009. Falta mais de um mês para a virada do ano, mas, a partir desta sexta-feira, 27, quando enfrenta o Atlético/GO, fora de casa, pela última rodada da Série B, o Bahia já vive 2010.

E o treinador Paulo Bonamigo, confirmado na quarta-feira como comandante tricolor na próxima temporada, tem destacado a importância desta partida, que, a princípio, serve apenas para não deixar a tabela em branco. O Bahia já assegurou sua salvação e o Atlético conquistou acesso inédito.

“Esse grupo que vai para Goiânia tem que mostrar força, pensando em 2010. Alguns jogadores que não tiveram oportunidade durante o ano vão precisar mostrar serviço”, disse Bonamigo, que não quer seus atletas encarando a partida como um baba de praia.

“Quando essa camisa está em campo, nunca é amistoso. Há um relaxamento natural a partir do momento que se conquista um objetivo, mas falei com eles que, se for amistoso, o jogo não terá utilidade para mim. Quero que eles me mostrem que essa base é boa”, desejou.

Na delegação que partiu nesta quinta, 26, para o Centro-Oeste, quatro jogadores estão fora dos planos e se despedem do Bahia: o zagueiro Douglas, que deverá ser novamente emprestado ao Madre de Deus, o lateral-esquerdo Hélder, o meia Hélton Luiz e o atacante Laécio.

De resto, são atletas da base – Waldson (goleiro), Bebeto (lateral), Marcone (volante), Roberto e Mauricio ( meias) e Wilson Júnior (atacante) –, com contrato mais longo – Fernando (goleiro), Menezes (zagueiro) e Juninho (meia) – ou que despertam interesse da diretoria para renovar – Marcos (lateral), Nen (zagueiro), Leandro e Bruno Silva (volantes) e Paulo Isidoro (meia). Os demais gozam férias e esperam receber os salários e bichos atrasados.

Apesar de todos falarem em manutenção da base do time, Bonamigo admite que o ano não foi bom para o clube. “Em termos de metas, é sempre importante ter conquistas, que não foram alcançadas. Mas não acho que foi um ano para esquecer, essa é uma palavra muito forte. Temos que analisar os fatores negativos e não repeti-los”.

Quem vem? – Sobre novos reforços, o treinador só quer aqueles que façam a diferença. “Não adianta trazer jogador para preencher buraco. Eles têm que ter a qualidade que a gente espera e vamos trabalhar com criatividade para isso”, assegurou Bonamigo.

Após as férias, quem permanecer e os eventuais novos contratados se reapresentam no dia 28 de dezembro para exames médicos. São liberados no último do ano para curtir o réveillon e voltam definitivamente para a pré-temporada no dia 4 de janeiro.

Sobre os destaques Jael e Marcelo, novidades. O primeiro tem “proposta irrecusável da Europa” – segundo o procurador Adriano – e sua permanência parece cada vez mais complicada. Já o goleiro deve renovar, por enquanto, até o meio do ano que vem, quando termina o contrato dele com o Corinthians.

ATLÉTICO/GO X BAHIA

Atlético/GO – Márcio; Wesley, Jairo, Gilson e Chiquinho; Agenor, Pituca, Róbston e Elias; Juninho e Marcão. Técnico: Artur Neto.

Bahia – Fernando, Marcos, Nen, Menezes e Hélder; Leandro, Bruno Silva, Juninho, Mauricio (Hélton Luiz) e Paulo Isidoro; Wilson Júnior. Técnico: Paulo Bonamigo.

Local: Serra Dourada, Goiânia, às 20h.

Árbitro: Wilson de Souza Mendonça (PE).

Assistentes: Márcia Lopes Caetano (RO) e João Antonio Sousa Paulo Neto (DF).
ATarde