Em assembleia geral realizada nesta sexta-feira (27), os servidores do Poder Judiciário Federal na Bahia decidiram por unanimidade manter a greve por tempo indeterminado. A categoria reivindica que o projeto de revisão de cargos e salários dos funcionários, além da equiparação salarial com o legislativo, seja enviado logo ao Congresso.

Os processos trabalhistas na área federal e os serviços nos cartórios eleitorais estão sendo prejudicados pela greve do judiciário. Uma nova assembleia geral unificada realizada na próxima terça-feira (1º), às 10h, na sede administrativa do TRT em Nazaré.

SRTE
Os servidores da Superintendência Regional de Trabalho e Empregos (SRTE) também continuam parados. Os funcionários exigem a implantação de um plano de carreiras e já estão em greve desde o dia 5 de novembro.
Correio*