Época

Se eu fosse você 2

De acordo com estimativas do Sindicato das Empresas Distribuidoras Cinematográficas do Município do Rio de Janeiro, o público dos filmes brasileiros cresceu cerca de 80% em relação a 2008 . Esses dados apresentam o resultado parcial da bilheteria. Os números finais, com o consolidado de todo o ano, serão divulgados na segunda quinzena de janeiro.

Segundo a entidade, até o mês de novembro, cerca de 102 milhões de pessoas passaram pelos cinemas em 2009, gerando uma renda bruta de R$ 877 milhões.

Os filmes nacionais tiveram um público de 15.670.000 contra 8.821.000 de 2008, representando 15% do público total. Em relação à bilheteria, os filmes nacionais foram responsáveis por 14,7% da renda bruta com R$ 129,3 milhões. Em relação aos estrangeiros, 86,3 milhões de espectadores prestigiaram os lançamentos de 2009, gerando uma renda bruta de R$ 747,7 milhões.

O sindicato espera que o ano feche com um público em 111 milhões, já que cerca de 10 milhões de pessoas são esperadas nas salas de todo o país até o final de dezembro. As principais estreias do mês são Avatar e Xuxa e o Mistério de Feiurinha.

Para 2010 o cenário também promete ser positivo. Entre os lançamentos nacionais com potencial para levar o público aos cinemas, a partir de janeiro, estão títulos como Lula, o filho do Brasil, High School Musical – O Desafio, Chico Xavier, Bem Amado, Suprema Felicidade, Bruna Surfistinha, Tropa de Elite 2, Nosso Lar e Vips.

Entre os estrangeiros as apostas são as estreias de Sherlock Holmes, Um Olhar no Paraíso, O Lobisomem, Homem de Ferro 2, Robin Hood e lançamentos em 3D como Toy Story 1, 2 e 3 , Shrek para Sempre, Como treinar um Dragão, Alice no País das Maravilhas e Como Cães e Gatos 2, entre outros.

O Sindicato das Empresas Distribuidoras Cinematográficas do Município do Rio de Janeiro faz o a medição dos números de venda de ingressos há mais de 16 anos consecutivos.