Por Diêgo Gomes

waldir_vitoria_da_conquista

Waldir Pires(à esquerda), Gildásio Silveira, Emiliano José e Guilherme Menezes

Ontem, no plenário da Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista o ex-governador da Bahia, Waldir Pires, foi homenageado pelo PT de Vitória da Conquista.

Aproximadamente 400 pessoas compareceram ao evento inclusive lideranças petistas, entre eles o deputado federal Emiliano José e o prefeito Guilherme Menezes. A platéia, muito atenta, acompanhou os discursos de todos.

Vários deles rejeitaram a possibilidade do senador César Borges (PR) ser apoiado pelo governador Jaques Wagner (PT) para se reeleger, assim como também para uma possível eleição de Otto Alencar, conselheiro do Tribunal de Contas da Bahia.

Os discursos foram muito mais amenos com Otto Alencar, inclusive ao citar sua independência em relação à ACM em alguns momentos. Sobre César Borges, a marca “carlismo” era sempre lembrada, inclusive lembrando das criticas feitas a Wagner até 2008 no Senado Federal e por sempre ser eleito com a força de ACM.

Ao final um petista presente ao encontro fez um comentário no mínimo inusitado: “César não pode. E Otto com Waldir?”