Um jogador de 23 anos morreu durante uma partida de futsal em Guarapuava, no sábado (6). Na disputa de bola, um pedaço de madeira se soltou e atingiu o jogador. Ele foi socorrido, mas não resistiu.

O jogo entre Guarapuava e Palmeiras estava bem no começo. Robson, do Guarapuava, deu um carrinho para impedir a jogada do adversário. No contato com o chão, a madeira da quadra perfurou a perna do atleta. “Eu o vi gritando, vi o que aconteceu e fiquei desesperado. Nunca tinha visto isto”, conta Carlinhos, ala do Palmeiras.

O jogador foi internado no hospital e passou por uma cirurgia de quatro horas, mas ele não resistiu aos ferimentos e morreu no começo da manhã de domingo (7).

“O organismo foi gravemente ferido pelo fragmento do piso, causando uma hemorragia interna. Uma parte da madeira perfurou o intestino”, explica o médico Carlos Consalter.


O acidente está sendo investigado. A polícia interditou o ginásio de esportes onde aconteceu a partida. O corpo de Robson vai ser enterrado em Foz do Iguaçu (PR), onde mora a família.

A mãe de Robson disse que o filho amava o futebol de salão. “Desde o nascimento, queria coisas relacionadas ao jogo. Ele morreu fazendo o que ele gostava. Vou ter uma dor, mas vou ter o conforto de que consegui chegar nele antes do último momento”, lamenta Marli Costa, mãe do jogador.
G1