A vacinação contra a gripe A acontece desta segunda-feira (8) até o dia 21 de maio em todos os municípios baianos. A expectativa é que sejam atendidas cerca de 170 mil pessoas. No caso da população indígena, a operacionalização está sob a responsabilidade da Fundação Nacional de Saúde (Funasa). As 161 mil doses da vacina foram enviadas pelo Ministério da Saúde, que espera imunizar pelo menos 73 milhões de pessoas no Brasil.

Em Salvador, os postos de saúde vão seguir um cronograma divido em cinco etapas para públicos prioritários: profissionais de saúde, indígenas aldeados, gestantes, pessoas com doenças crônicas, crianças de 6 meses a menores de 2 anos e adultos de 20 a 39 anos. A vacinação em etapas facilitará o armazenamento e a distribuição da vacina.

Meningite C
A vacinação em Salvador e em 14 municípios da Região Metropolitana será retomada na terça-feira (9), após uma semana de espera. Equipes da vigilância epidemiológica recebem nesta segunda-feira (8) na Central de Armazenamento e Distribuição de Vacinas do Estado, o lote que estará disponível para vacinar cerca de 96 mil crianças menores de 5 anos em Salvador, que ainda não foram imunizadas contra a doença. Sete pessoas morreram vítimas da doença na Bahia este ano

Etapas da vacinação
1ª Etapa (8 a 19 de março) – Em Salvador serão vacinados apenas os trabalhadores de saúde.
2ª Etapa (22 de março a 2 de abril) – Gestantes, portadores de doenças crônicas com menos de 60 anos e crianças com idade entre 6 meses e menos de 2 anos.
3ª Etapa (5 a 23 de abril) – Vacinação da população adulta de 20 a 29 anos.
4ª Etapa (24 de abril a 7 de maio) – Vacinação da população com mais de 60 anos com doenças crônicas e crianças com idade entre 6 meses e menos de 2 anos de idade.
5ª Etapa (10 a 21 de maio) – Vacinação da população adulta de 30 a 39 anos.
Correio*