março 2010
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  


Geddel Vieira Lima repassa quase 50% das verbas da Integração Nacional a prefeituras baianas

Desde que assumiu o Ministério da Integração Nacional, no início do segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Geddel Vieira Lima tem demonstrado um apreço raro por sua terra natal, a Bahia.

No ano passado, no entanto, as fartas demonstrações de preocupação com seus conterrâneos fizeram com que Geddel se esquecesse de que sua pasta deveria contemplar todos os municípios brasileiros de forma equânime na distribuição de recursos.

Dos R$ 555 milhões efetivamente transferidos aos municípios do País em 2009 pela Integração Nacional, 45,9% foram entregues diretamente às prefeituras da Bahia, em especial as comandadas pelo PMDB, o partido do ministro.

Só Salvador, cidade onde Geddel nasceu e fez sua carreira política, ganhou R$ 113 milhões, quase 15 vezes mais dinheiro que todos os municípios do Estado de São Paulo receberam juntos do ministério em 2009.

Geddel é pré-candidato ao governo da Bahia, mas não atribuiu aos seus planos políticos a distribuição desigual. Para ele, a Bahia ganhou mais dinheiro porque os deputados baianos foram mais ativos na apresentação de emendas que seus colegas de outros Estados. “Eles sabem que aqui tem um ministro baiano”, disse.

Coincidências à parte, o fato é que Geddel passou 2009 bastante preocupado com as eleições deste ano. Além da atenção especial aos aliados baianos, o ministro também tratou de lembrar seus conterrâneos quem ele é e o que tem feito pelo Estado à frente da Integração Nacional.

Das menores às maiores cidades baianas Geddel tratou de promover sua imagem com outdoors, panfletos e adesivos. A Justiça Eleitoral, no entanto, não gostou dessa superexposição do ministro baiano e o condenou a pagar simbólicos R$ 5 mil por antecipação de campanha.

As provas de amor pela Bahia em forma de distribuição de recursos que Geddel deu no ano passado ficam muito explícitas quando os números do ministério são analisados com um pouco mais de atenção. Os 137 municípios baianos contemplados com verbas do ministério de Geddel receberam R$ 254 milhões no ano passado. Outros 619 municípios em todo o País, no entanto, ganharam pouco mais de R$ 300 milhões.

Outro dado mostra o privilégio da Bahia na hora de receber fundos do Erário: os convênios baianos garantem uma verba média por município de R$ 1,86 milhão, enquanto os municípios do restante do País recebem em média R$ 485 mil. Quando o assunto é dinheiro para áreas de risco e prevenção de enchente, a Bahia de Geddel recebe 48% da verba nacional.

Angra dos Reis (RJ), onde mais de 70 pessoas morreram na virada do ano, não recebeu um centavo sequer do Ministério da Integração Nacional no ano passado. “Isso é um escárnio e significa malversação do dinheiro público”, acusa o economista Gil Castelo Branco, da ONG Contas Abertas, que fez um levantamento sobre o uso das verbas da Integração Nacional. Entre os 24 municípios baianos que receberam mais de R$ 1 milhão, 17 são do PMDB.

Além de Salvador, a cidade de Coronel João Sá, também de administração peemedebista, ganhou R$ 70 milhões. A distribuição de recursos para os correligionários tem um objetivo claro: engrossar o número de votos de Geddel nas próximas eleições. As dez prefeituras da Bahia que mais receberam verbas da pasta somam dois milhões de eleitores.

Geddel parece gostar mesmo é das prefeituras. Quanto à transferência de recursos para o Estado da Bahia, comandado pelo seu principal opositor e candidato à reeleição, o governador Jaques Vagner (PT), o ministro não demonstra o mesmo apreço. A Bahia ficou com apenas 1,6% dos recursos destinados aos Estados.
IstoÉ

8 respostas para “Geddel Vieira Lima repassa quase 50% das verbas da Integração Nacional a prefeituras baianas”

  • Olavo disse:

    Tomara que Gedel vença as ele~içoes deste ano; Condeúba precisa de ajuda;
    Jackes Wagner nada faz por nosso município!

  • Pedro disse:

    Nosso ministro Gedel vieira não pensa nem um pouco no povo bahiano. Apesar de ter recebido 48% das verbas de prevenção a enchentes, em maio de 2009 Salvador sofreu com enchentes e deslizamentos de encostas, pra onde será que foi a verba? pra campanha de 2010? Gedel quer mais é se tranformar no novo ACM.

  • baiano disse:

    Pilantragem! Uso explícito da máquina em benefício próprio.
    Cadê o Ministério Público Eleitoral?????????????????
    Devia ser impugnada a candidatura desse sujeito.

  • Marcelo Amaral disse:

    Cadê a justiça, vai acabar em pizza?

  • Humberto disse:

    Gedell é COR(…) e o prefeito de Itambé é seu aluno (ou será professor)

  • JOSE LUIS GOMES disse:

    EM RESPEITO AOS DESASTRES CAUSADOS PELAS CHUVAS E ENCHENTES NO RIO DE JANEIRO: Solicito AOS LEITORES atentarem a fiscalização em verbas destinadas aos Municípios da Bahia; especificamente em Jaguaquara/Ba- Em vésperas da Política do Candidato a Prefeito ADEMIR MOREIRA ; o MInistro GEDEL esteve no Palanque na Praça da Cidade e avisou que já tinha colocado na conta da Prefeitura de Jaguaquara o valor de R$ 750.000,00 (Setecentos e cinquenta mil reais) e avisava neste Palanque Político incansavelmente diversas vezes que era para o Povo de Jaguaquara votar no Prefeito porque se ele ganhassse a política ; poderia no dia 02 de janeiro ir a Brasília buscar mais R$ 900 mil(novecentos mil). è só solicitar às radios de Jaguaquara cópia das fitas deste evento. Não só foi isto em Jaguaquara; mas em muitas cidades circunvizinhas, um absurdo. Com isto o Prefeito de Jaguaquara que antes era do PT e outro partido se filiou ao Partido de Gedel para obter estes benefícios para bancar sua campanha política. O primeiro recurso de R$ 750.000,00 as obras não foram feitas e logo em seguida o Ministro já mandou o recurso do segundo convenio que também não foram feitas. O Prefeito pegou o trator da Prefeitura passou nos locais e pos a Placa da obra do MInisterio da INtegração e gastou o dinheiro na POlitica. O ocorrido em Jaguaquara; em vésperas das politicas ocorreram em muitas cidades da Bahia. É só pesquisar com a população e …. PROCURAR AS OBRAS…. Infelizmente os recursos não foram aplicados como deveriam. Os prefeitos que receberam estes “recursos politicos” fizeram uma “meia sola “e colocaram a placa da obra que deveria ter. PRECISA UMA FORTE FISCALIZAÇÃO NA EXECUÇÃO DAS OBRAS NO BRASIL.

  • Ana disse:

    Que absurdo!!

    O Sudeste que é assaltado em seus impostos, para sustentar essa farra
    Cada x mais nojenta a política desse Pais

  • Rodrigo Andrade disse:

    Gedel arrumo a casa-Jaguaquara e Informações que a primeira dama de Jaguaquara RITA MOREIRA tá desarrumando e foi tirada na força da Prefeitura porque estava paranoiíca e com maior cara de pau como se fosse a coisa mais normal do mundo comprando notas fiscal em todo comercio de Jaguaquara e Rita Moreira está agora em tratamento cério de saude e depois disto com sericsimos poblema de depreção(uma vez só pode ela não pode mais …) pelo dizer ela ficou louca mesmo e só não internaram porque ia queima a imagem do Prefeito AODORMIR MORRERÁ; mas aas compra de Nota se tornaram uma doença que nao consegue controla e ela sai nas loja pedindo nota e levando a prefeitura e querendo arruma confusão.

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia