A Empresa Jornalística Econômico S.A. (EJESA) – que edita o jornal Brasil Econômico – fechou a compra do grupo editorial O Dia por US$ 75 milhões. Segundo o diretor do Brasil Econômico, Ricardo Galuppo, foi assinado na noite desta quarta-feira no Rio um memorando de intenções para a compra do grupo editorial, incluindo os jornais “O Dia”, “Meia Hora” e “O Campeão”, a gráfica e a empresa de distribuição. O negócio não inclui as rádios do grupo.

Segundo ele, será feito um processo de due dilligence – no qual serão analisados os dados do grupo O Dia – por 60 dias. – Se tudo der certo, e vai dar, a propriedade do grupo O Dia, com exceção das rádios, será da Ejesa ao fim de 60 dias – afirmou Galuppo.

A Empresa Jornalística Econômico S.A. (EJESA) tem participação de 30% do grupo português Ongoing Strategy Investments e 70% de Maria Alexandra Mascarenhas Vasconcelos. O grupo O Dia, fundado em 1951, é de propriedade da família Carvalho, e foi disputado até pelo grupo do bispo Edir Macedo.
OGlobo