Diante do público máximo em Pituaçu (32.157 pagantes, marca nunca antes alcançada no estádio), o Vitória venceu o Bahia por 1 a 0 neste domingo (25), pelo jogo de ida das finais do Campeonato Baiano 2010.

Com o resultado, o time rubro-negro só perde o tetracampeonato estadual se for derrotado por um gol de diferença em casa, no estádio Manoel Barradas, no próximo domingo (02).

Logo no primeiro minuto de jogo, Júnior teve uma bela chance de marcar para o Vitória, mas o goleiro Fernando espalmou. Daí em diante, o primeiro tempo foi marcado pelas cobranças de falta com perigo, mas sem sucesso: Rogerinho, pelo lado do Bahia; Ramon, Bida e Fernando, pelo Vitória. Aos 44 minutos, a torcida do Vitória pediu pênalti por conta de uma bola na mão de Apodi, inetrpretado pelo árbitro Wilson Luiz Seneme como lance não-intencional.

Para a segunda etapa, o treinador Ricardo Silva trocou o lateral-direito Marcos Pimentel pelo meia improvisado Rafael Granja, que deu mais movimentação no setor. Mesmo assim, as boas chances de gol ficavam mais raras para o rubro-negro. No Bahia, Vander fez sua estréia entrando no lugar de Apodi aos 21 minutos da etapa final, o que fez Abedi ser recuado para a lateral. Mesmo sem o velocista potiguar, as chances do Bahia continuavam a surgir pela direita, mas os cruzamentos terminavam frustrados pela bem postada dupla de zaga do Vitória.

Aos 34 minutos do segundo tempo, veio o único gol da partida: o artilheiro Júnior dominou na área tricolor, teve tempo para girar e mandou para o fundo das redes do goleiro Fernando: Bahia 0 x 1 Vitória. Vander ainda teve oportunidade de empatar a partida aos 36 minutos, mas adentrou a área e chutou por cima. Definitavamente, a noite era rubro-negra e pode ter dado início a um inédito tetracampeonato do Leão da Barra.
ItapoanOnline