A população deve estar atenta. Não são apenas os políticos e os partidos que podem levar multas por propaganda eleitoral antecipada. Essa regra também serve para os eleitores, que podem ser punidos com multas de até R$ 25 mil. Apesar de o prazo da legislação eleitoral estipular que a propaganda só pode começar a ser feita a partir do dia 6 de julho do ano das eleições, é possível verificar que alguns eleitores se antecipam.

De acordo com o procurador regional, Sidney Madruga, o eleitor deve estar ciente que não apenas o candidato beneficiado pela campanha será penalizado, mas ele próprio também. A propaganda eleitoral antecipada atinge não só os adesivos e as faixas: camisetas, bonés, cartazes e, em alguns casos, até mesmo a internet, podem ser palco de propaganda irregular.
iBahia