Chega ao sexto dia a greve da Polícia Civil no estado. Atualmente apenas 30% do efetivo policial trabalha e realiza atividades como flagrantes e remoção de cadáveres. Para qualquer dificuldade, o cidadão deve se dirigir ao diretório central na Praça da Piedade.

A categoria realiza nesta terça-feira (25) juntamente com os professores estaduais uma manifestação em frente ao Fórum Rui Barbosa, em Nazaré, a partir das 9h.

Os policiais civis tem o objetivo de conseguir a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 446/300 na Câmara dos Deputados, que prevê piso salarial unificado para policiais militares, civis e bombeiros de R$ 3,5 mil, para nível médio, e R$ 7 mil, superior.
Correio*