Invicto desde seu retorno ao Vitória, acumulando dois empates e duas derrotas, o técnico Ricardo Silva amargou sua primeira derrota nesta nova fase no comando do rubro-negro baiano, perdendo por 2 a 1 para o Fluminense na tarde deste domingo, 26, no Barradão, em Salvador.

Todos os gols saíram no segundo tempo. Conca, de pênalti, e Rodriguinho, marcaram para o Fluminense. Henrique descontou para o Vitória.

Com o resultado, o tricolor carioca chega aos 48 pontos e assume a liderança do Brasileirão, com a derrota do Corinthians para o Internacional, em Porto Alegre, por 3 a 2. Já o Vitória cai uma posição em relação ao início da rodada e ocupa o 11º lugar, com 31 pontos. Mas ainda aguarda os jogos do Ceará e do Grêmio para saber se permanece neste posto até o final da rodada.

A partida – O jogo começou com o Vitória tentando pressionar o Fluminense, que tentava cadenciar o jogo com um bom toque de bola.

A primeira chance de perigo foi do time carioca, aos oito minutos, quando Washington chutou, meio sem jeito, de dentro da área. Viáfara, bem colocado, encaixou o arremate.

O Vitória só apareceu com chance de gol aos 14 minutos, com Schwenck, que chutou para o gol, sendo bloqueado pela defesa do Fluminense. A partida continuou muito disputada, mas com poucas chances de marcar para ambos os lados.

O Vitória assustou aos 29 minutos, com Schwenck desperdiçando oportunidade de cabeça dentro da área, e aos 41 minutos, quando Elkeson pegou de voleio um belo cruzamento de Eduardo, mas a bola passou muito perto do gol de Rafael.

Já o Fluminense teve a melhor chance do primeiro tempo aos 42 minutos. Após dividida, a bola tocou em Deco e sobrou para Rodriguinho, que chutou forte para o gol. Viáfara, bem colocado, conseguiu espalmar a bola e evitar o perigo.

2º tempo – Na etapa final, o Vitória começou com a baixa do goleiro Viáfara, que sentiu a coxa direita durante o primeiro tempo, mas conseguiu permanecer em campo até o intervalo. Segundo o médico do clube, dificilmente o goleiro terá condições na próxima quarta-feira, 26, contra o Atlético-PR.

Se nos quarenta e cinco minutos iniciais o jogo teve poucas emoções, na etapa final, a partida foi muito mais aberto, com as duas equipes buscando os três pontos.

A primeira grande chance foi do Vitória, aos seis minutos, quando Schwenck recebeu bom passe na entrada da área e chutou para o gol. A bola desviou no defensor do Fluminense e quase enganou o goleiro Rafael. Egídio se esticou e ficou muito próximo de desviar para o gol.

Como não conseguiu aproveitar sua chance, o castigo do Vitória veio cinco minutos depois. Rodriguinho foi derrubado por Vanderson, dentro da área, e o juiz marcou pênalti. Na cobrança, Conca bateu rasteiro na canto, sem chance para Lee.

Empurrado pela torcida, o rubro-negro baiano conseguiu empatar aos 17 minutos. Bida cobrou falta com força no ângulo. O goleiro Rafael defendeu, mas a bola foi para o outro canto do gol. No rebote, Henrique ganhou na velocidade da defesa do Fluminense e tocou para dentro do gol, empatando o jogo.

Mas a empolgação da torcida do Vitória durou apenas um minuto. Pouco depois da saída de bola, Deco deu um lindo passe para Rodriguinho, que entrou na área e tocou no canto de Lee, deixando o Fluminense novamente na frente.

Para tentar mudar o resultado, o técnico Ricardo Silva tirou Henrique e Vanderson, para as entradas dos experientes Ramon Menezes e Kléber Pereira.

A mudança não surtiu o efeito desejado pelo treinador. Após o segundo gol do Fluminense, o Vitória não conseguiu voltar a exercer um futebol ofensivo, chegando no ataque muito mais na vontade do que em boas jogadas, sem conseguir chegar ao empate. Ao Fluminense, coube apenas administrar a vantagem, que lhe deu três pontos preciosos na disputa pelo título.

Próxima rodada – Na quarta-feira, 29, o rubro-negro baiano joga fora de casa, contra o Atlético-PR, às 19h30. Já o Fluminense enfrenta, também no quarta, o Avaí, no Engenhão,, às 21h.

Vitória 1 x 2 Fluminense
25ª rodada da Série A de 2010

Vitória: Viáfara (Lee); Eduardo, Wallace, Thiago Martinelli e Egidio; Vanderson(Ramon Menezes), Ricardo Conceição, Bida e Elkeson; Henrique (Kléber Pereira) e Schwenck.
Técnico: Ricardo Silva.

Fluminense: Rafael; Mariano, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos (Julio César); Diogo, Fernando Bob, Deco (Valencia) e Conca; Rodriguinho (Marquinho) e Washington.
Técnico: Muricy Ramalho.

Gols: Conca (aos 11 min do 2º tempo), Henrique (aos 17 min do 2º tempo) e Rodriguinho (aos 18 min do 2º tempo).
Cartões amarelos: Bida, Wallace e Ricardo Conceição (Vitória); Carlinhos e Deco (Fluminense).
Local: Barradão, em Salvador
Público: 19.179 pagantes.
Data: 26/09/2010.
Renda: R$ 348.030,00.
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL).
Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araújo (AL) e José Jaime Rocha Bispo (AL).
ATarde