A Torre Eiffel e o parque que a rodeia foram esvaziados nesta terça-feira pela segunda vez em duas semanas após um alerta de bomba, mas nada foi encontrado, segundo a polícia. “A polícia nos pediu para esvaziar (o local), dizendo terem recebido um alerta”, disse uma porta-voz da construção símbolo de Paris. Cerca de 2 mil pessoas visitam a área no período em que ela foi fechada, acrescentou ela.


Uma porta-voz da polícia disse que o Corpo de Bombeiros recebeu uma ligação de um telefone público, indicando que havia um pacote suspeito na torre. Um cinegrafista da Reuters no local afirmou que a polícia isolou uma área de cerca de 200 m ao redor da torre.

Este foi o quarto alerta de bomba nas últimas semanas. Autoridades de segurança francesas disseram na semana passada que o país está em alerta reforçado após ter recebido um aviso de um suposto plano de ataque contra o sistema metroviário parisiense.

O ministro do Interior, Brice Hortefeux, disse no dia 20 deste mês que a França enfrenta uma ameaça real de terrorismo, com a reação de militantes da Al Qaeda no norte da África e temores crescentes de ataques que poderiam ser realizados por células que atuam em território francês.
Terra