Menos endividadas, as famílias brasileiras planejam ampliar seus gastos com consumo e a intenção de compras atingiu, em outubro, o maior patamar do ano (137,5 pontos, numa escala de 0 a 200), segundo pesquisa da CNC (Confederação Nacional do Comércio).

De setembro para outubro, o percentual de famílias dispostas a comprar mais subiu 1,7%. Cresceram tanto a perspectiva de compras a prazo, renda atual e de consumo de curto prazo.

Já o percentual de famílias brasileiras endividadas caiu para 58,6% em outubro, ante 59,2% em setembro.

Pelos dados da CNC, entre os endividados, 23,4% possuem dívidas ou contas em atraso –esse percentual era de 24,7% em setembro. Outros 9,5% dizem não te condições de pagar seus compromissos, ante 9,0% no mês passado e 8,8% em agosto.
Folha