Segundo maior colégio eleitoral do país, o estado de Minas Gerais foi escolhido hoje (30) pelos candidatos à Presidência da República, José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), para o último dia de campanha eleitoral. Serra e Dilma fizeram carreatas pela capital mineira, Belo Horizonte, mas percorreram itinerários diferentes embora no mesmo horário – esta manhã. Dilma ressaltou a participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, enquanto Serra optou por agradecer o apoio que obteve do PSDB de Minas.

Ao ser perguntada sobre a participação de Lula no seu eventual governo, Dilma disse que ele terá sempre um papel de relevância que cabe aos amigos: “Será sempre uma relação de proximidade”. Mas negou que vá nomeá-lo “ministro”. Emocionada, a candidata relembrou o início da trajetória política, que começou em Belo Horizonte.

A candidata fez um balanço da campanha eleitoral. Segundo ela, foi uma campanha tensa e difícil, pois envolveu acusações e denúncias infundadas. Mas Dilma disse que encerrava a campanha satisfeita e realizada.

Serra percorreu 6 quilômetros pelas principais avenidas de Belo Horizonte, fez corpo a corpo acompanhado dos senadores eleitos Aécio Neves (PSDB) e Itamar Franco (PPS) e do governador eleito de Minas Gerais, Antonio Anastasia (PSDB).

O momento mais emocionante da carreata do candidato tucano foi a exibição de uma gravação em vídeo do ex-deputado Hélio Bicudo (PT-SP), na qual o ex-parlamentar declara o apoio a Serra. Com elogios à capacidade administrativa e política do candidato do PSDB.

Para percorrer três avenidas de Belo Horizonte e encerrar a campanha na Praça da Savassi, Serra usou um jipe azul. Demonstrando alegria, o candidato abraçou Aécio, Anastasia e Itamar. O evento acabou com os participantes cantando o Hino Nacional.

De Belo Horizonte, Dilma seguiu para Porto Alegre (RS), onde fica até amanhã (31), quando vota na capital gaúcha. Serra segue de Belo Horizonte para São Bernardo (SP) onde faz a última carreata desta campanha eleitoral.

*Com colaboração da Rede Minas de Televisão, que é ligada à Secretaria de Comunicação de Minas Gerais.
AgênciaEstado