Uma equipe de especialistas investiga nesta sexta-feira o que causou a queda de um avião comercial em Cuba. O acidente, ocorrido na véspera, deixou todos os 68 a bordo mortos. A lista inclui 28 estrangeiros, nenhum deles do Brasil.

A maioria das vítimas estrangeiras, nove ao todo, é argentina. O governo do país já anunciou que enviará um avião a Cuba para repatriar os corpos. “A presidente Cristina Fernández ordenou que preparássemos um avião para trazer as vítimas da aeronave cubana”, destacou o chanceler argentino, Héctor Timerman, em mensagem divulgada no microblog Twitter.

“É um momento de muita dor. Só esperamos poder assistir adequadamente com todos os trâmites às famílias das vítimas”, disse Timerman à rádio La Red, de Buenos Aires.

No avião acidentado viajavam 40 cubanos, entre eles sete membros da tripulação, e 28 cidadãos estrangeiros de dez nacionalidades: nove argentinos, sete mexicanos, três holandeses, dois alemães, dois austríacos, um espanhol, um francês, um italiano, um japonês e um venezuelano. O Ministério de Relações Exteriores do Brasil informou à Folha que não há informação de brasileiros no voo.

O voo 883 da companhia estatal cubana Aerocaribbean caiu a cerca de 20 quilômetros da cidade de Sancti Spíritu –capital da Província de mesmo nome. Antes da queda, a tripulação chegou a fazer um alerta de emergência, mas logo depois perdeu contato com os serviços de controle aéreo.

Equipes investigam o que pode ter causado o acidente. Cuba está em estado de alerta pela aproximação da tormenta tropical Tomas, mas as autoridades não informaram se o mau tempo era uma das hipóteses em investigação.

A iminente chegada da tempestade fez a a companhia aérea Cubana de Aviación cancelou todos os voos para Santiago de Cuba e Guantánamo. O Ministério do Transporte anunciou ainda a suspensão das viagens de ônibus e trem para essas duas Províncias enquanto o clima não melhorar.

Moradores do local afirmaram ao jornal local “Escambray” que o avião fez vários movimentos bruscos antes de cair em terra.

O piloto do avião, um ADR-72-212, relatou às 17h42 local (20h42 Brasília) “uma situação de emergência, perdendo contato com os serviços de controle de tráfego aéreo” logo em seguida, diz um comunicado oficial. “Neste momento, as autoridades aeronáuticas e regionais estão apurando detalhes do fato, e foi criada uma comissão para investigar o acidente”.

Próximo do local da queda, há uma multidão de veículos estacionados e circulam caminhões de bombeiros e ambulâncias.

DIFÍCIL ACESSO

Segundo a imprensa local, os serviços de emergência e as principais autoridades da região foram deslocados para a área logo após o acidente, nas proximidades das comunidades rurais de Paredes e Guasimal.

O local era de difícil acesso, segundo o jornal local “Escambray”, o que dificultou o trabalho de resgate das equipes. O jornal também afirma que as equipes de resgate permaneceram durante toda a madrugada em busca dos corpos — até as 4h (horário de Brasília) desta sexta-feira nenhum sobrevivente havia sido encontrado. Não foi divulgado o número de corpos encontrados.

De acordo com a CNN, todos os médicos da cidade foram mobilizados. Uma dessas médicas, teria dito ao canal americano, sob condição de anonimato, que ao cair o avião incendiou. O ‘Escambray’ ouviu testemunhas que afirmaram ter visto o avião fazer movimentos bruscos antes de cair.

Familiares dos passageiros estão no aeroporto de Havana, em uma área separada e sem contato com a imprensa, de acordo com a agência Associated Press.

Segundo o “Cubadebate”, o ATR-72 é um avião comercial com dois motores turboélice e capacidade para transportar 74 pessoas, para viagens regionais e trajetos de curta duração construído na França e Itália pela empresa Avions de Transport Régional.

LISTA

O site de notícias cubano Cubadebate.cu divulgou mais cedo uma lista de todos os passageiros e tripulantes e suas nacionalidades. Veja a lista completa abaixo:

CUBA

Guillermo Pinero Barros
Guillermo López López
Mercedes Cruz Pérez
Humberto Rodríguez López
Humberto Espinosa Texidor
Damaris Ocaña Robert
Yolennis Díaz Delgado
Rene Espinosa Mora
Frank Roman Valido
Gladis Soublet Bravo
Juan Mazorra Soublet
Jose Arseo Valdés
Isora Silva Hierrezuelo
Olga De La Cruz De La Llera
Rosa Calcedo Reyes
Jorge Carballo Abreu
Juan Manuel Pérez Salgado
Carlos Prado Perera
Angel Prado Perera
Aurora Pons Porrata
Lourdes Figueroa Sangrong
Rosmery Ochoa Gordon
Carmen Miranda Martínez
Maritza Alfonso Duarte
Ricardo Junero Rodríguez
Daineris Venero Acosta
Andrea Gordon Figueroa
Orlando Beirut Rodríguez
Osmar Moreno Pérez
Deisy Clemente Consuegra
Leonor Ruiz Méndez
Jose Ruiz Fernández
Odalys Portales Silva

TRIPULAÇÃO CUBANA

Ángel Villa Martínez
Luis Lima Rodríguez
Raciel Echevarría Lescano
Martha María Torres Figueroa
Fara Guillén Brito
Juan Carlos Banderas Ferrer
Andy César Galano

ALEMANHA

Renata Enockl
Harald Niekaper Lars

ÁUSTRIA

Jacqueline Cunningham
Barbara Crossin

ESPANHA

Manuel González Asencio

FRANÇA

William Mangae Kambi

HOLANDA

Hans Vanschuppen
Dirk Vandam
Walter Vanderberg

ITÁLIA

Rafaelle Pugliese

JAPÃO

Yoko Umehara

MÉXICO

Lorenzo Mendoza Cervantes
Daniel González Esquivel
Luis Pérez
Jesus Rangel Medina
Cynthia Pérez Garcia
Mario Pérez Rulgines
Claudia García Castillo

VENEZUELA

Candida Elchaer

ARGENTINOS

Maria Pastores
Alberto Croce
Stella Croce
Carlos Sánchez Marcelo
Miriam Galucci De Sanchez
Aruro González
Silvia Ferrari
Norma Peláez
Virginio Viarengo
Folha