Homens armados dispararam contra as instalações de um jornal de Acapulco (sul do México), que vive uma onda de violência atribuída ao narcotráfico, sem deixar feridos, informou nesta quinta-feira, 11, a polícia.

Na noite de quarta-feira, “as instalações do jornal ‘El Sur’ foram agredidas, e apresentam várias marcas de projéteis de armas de fogo na fachada”, explicou a secretaria de Segurança Pública do estado de Guerrero, onde fica Acapulco.

“Ninguém ficou ferido” no ataque, cujos motivos são desconhecidos, segundo a mesma fonte.

O jornal nacional Reforma publicou em sua versão online que, no momento do ataque, havia ainda funcionários na sede do diário, e que os agressores chegaram a jogar gasolina em uma parte do prédio, mas não tiveram tempo de atear fogo.

Pelo menos 12 jornalistas foram assassinados este ano no México, país considerado o mais perigoso das Américas para a atuação da imprensa, de acordo com ONGs internacionais.
AFP