O empresário Silvio Santos está disposto a vender o SBT para quem quiser pagar sua dívida com o Fundo Garantidor de Créditos (FGC), que emprestou dinheiro para o banco PanAmericano, de propriedade de Silvio. O canal e outras empresas do Grupo Silvio Santos já foram dados como garantia do empréstimo.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, feita pela jornalista Mônica Bergamo, Silvio foi questionado se venderia o SBT para o empresário Eike Batista, o homem mais rico do Brasil. Essa semana, circulou a informação de que o empresário teria interesse na compra da emissora, mas Eike negou.

Silvio afirmou que não conhece Eike, mas que mesmo assim venderia o canal, e brincou com a jornalista. “Ah, me arranja! Arranja para mim que eu te dou uma comissão. Se ele me pagar bem, por que não? (…) se ele pagar os R$ 2,5 bilhões que estou devendo, vendo, é claro que vendo. Não precisa nem pagar para mim, paga para o Fundo Garantidor de Crédito. Eu não posso vender nada sem passar pelo Fundo Garantidor de Crédito”, respondeu Silvio.

O empresário disse que não pode comentar detalhes da situação do Banco PanAmericano, porque assinou um termo de confidencialidade.

Silvio não assiste TV
Ao tocar em outros aspectos de sua vida, Silviou revelou que não assiste à televisão, apenas filmes. “… eu não vejo TV. Televisão, para mim, é trabalho. Só vejo filme”.

Silvio contou que, de todos os seus negócios, a televisão é o investimento em que mais se dedica. “A única coisa com que me preocupo é com a televisão. Eu sou investidor. Se [o negócio] der certo, deu. Se não der certo, não deu. A TV é o meu negócio. Mesmo que não desse certo, é o meu hobby”, afirmou.
Comunique-se