O censo constatou que a população baiana hoje é de 14.021.432 habitantes. Em comparação com o censo de 2000, o aumento foi de 7,28%.

Depois do Rio Grande do Sul, a Bahia é o estado que registrou o menor crescimento populacional na última década. Este foi um dos dados apresentados pelo IBGE em uma entrevista coletiva.

“A queda da fecundidade no estado tem tido um crescimento importante, ou seja, tem tido uma fecundidade média inferior à nacional, além disso a Bahia ainda é um estado expulsor que de alguma forma faz com que o nosso crescimento, ainda que exista, seja menos intenso do que observamos na década anterior”, explica Joilson Rodrigues, supervisor do IBGE/ Ba.

Outra conclusão foi o aumento da população urbana no estado, que saltou de 67% para 72%. A busca por melhores oportunidades de estudo e trabalho levou muita gente a trocar a zona rural pelas cidades. Luís Eduardo Magalhães, no centro de uma região agrícola, foi o município baiano com maior aumento populacional. O número de habitantes pulou de 18.700 para 60 mil, um salto de 220%.

Camaçari ficou em segundo lugar; de 161.700 habitantes foi para quase 243 mil. Na outra ponta, Maetinga, nas região sudoeste, foi o município que mais perdeu população. Tinha 13.600 e hoje conta com pouco mais de sete mil, praticamente a metade. O segundo que mais perdeu é Ribeirão do Largo, onde o número de moradores caiu 44%.
BATV