O total de casos de Aids acumulado no Brasil entre 1980 e junho de 2010 é de 592.914 pessoas.

Só no ano passado, 38.538 pessoas foram infectadas. O número é maior que o total de novos casos de Aids em 2008, que somaram 37.465.

Os dados constam do balanço anual divulgado pelo Ministério da Saúde. Além dos números, a pasta lança uma campanha contra a doença voltada aos jovens.

Segundo Dirceu Greco, responsável pelo departamento de DST-Aids no ministério, há aumento de incidência da doença na população com idade entre 13 e 24 anos.

“É possível que tenha caído o debate sobre os riscos da doença. A Aids pode parecer como algo praticamente resolvido. E não está”, disse.

REGIÕES E MORTES

A maior concentração dos casos acumulados desde 1980 está na região sudeste, que tem 58% das notificações. Proporcionalmente à população, o Sul tem a maior taxa de incidência, com 32,4%.

Desde 1980, o governo registrou a morte de 229.222 pessoas por Aids. Em 2008 e 2009, o número de óbitos pela doença ficou na casa dos 11.800.
Folha