A itororoense Maria de Fátima Teles Rocha, beneficiada a mais de um mês pelo quadro De Volta Pro Meu Aconchego, exibido aos domingos na TV Record, está decepcionada com alguns integrantes da equipe do Programa do Gugu e também com o vizinho.

Ela concedeu entrevista na tarde desta segunda-feira a dois repórteres de Itapetinga e narrou os problemas que vem enfrentado depois da gravação do quadro que só deve ir ao ar após o término do programa A Fazenda, reality show apresentado pela a referida emissora.

De acordo com Maria de Fátima, com a chegada de todos os móveis e com a aparelhagem da equipe de filmagem a casa ficou pequena, sendo necessário deixar alguns móveis na casa de um vizinho conhecido como Gil do Gás, que também trabalhou para TV na reforma da casa. Mas após toda a gravação o vizinho recusou a liberar os móveis alegando que teria recebido da equipe como pagamento pelo trabalho.

Quando informada sobre a confusão um membro da equipe manteve contato com Maria de Fátima através do celular, pedindo desculpas sobre o ocorrido e que teria deixado para Gil como forma de pagamento apenas o guarda-roupas, ainda assim o mesmo continua negando a entrega dos móveis. Segundo a denunciante, a casa está molhando e a cerâmica está soltando.

“Pra mim foi especial ter conhecido o Gugu, conhecido a Record, ter ganhado a casa, mas poderia ser diferente, hoje eu não queria esta aqui correndo atrás de uma coisa que me tiraram, eu pensei que eu ia ter sossego, paz. Agradeço muito a Liberato, só que as pessoas que trabalharam com ele não foram dignas, não foram honestas comigo, espero que após esta reportagem a TV Record faça alguma coisa”.
ItapetingaRepórter