A tarifa variável implantada pela TWB nas passagens da travessia ferryboat continua gerando confusão. Após anunciar que a nova modalidade de tarifação seria utilizada apenas para as passagens com hora marcada, a empresa volta atrás, mais uma vez, e agora suspende o acréscimo de 50% cobrado pelas passagens do final de ano. Os descontos para passagens compradas nos horários em que o movimento é menor serão mantidos.

O motivo da suspensão da cobrança, segundo a assessoria da TWB, seria a desinformação e desentendimentos havidos durante as vendas, na manhã desta quarta-feira, 8, quando as passagens com hora marcada passaram a ser comercializadas. A decisão foi tomada em acordo feito entre companhia, Agerba e Seinfra (Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia).

A TWB destaca que esta suspensão é provisória e serve apenas para mostrar que o objetivo da tarifa variável não é elevar a arrecadação, mas sim ordenar a demanda. A empresa afirma que a variação na tarifa é uma prática legal, que está em conformidade com a cláusula 24.9 do contrato de concessão.

Segundo a TWB, a tarifa variável voltará a ser aplicada assim que a população obtiver esclarecimentos sobre o assunto.
A assessoria informa que os passageiros que já compraram o bilhete com acréscimo de 50% sobre a tarifa regular deverão se dirigir aos terminais e solicitar reembolso da diferença a partir de 8h da próxima segunda-feira, 13.
ATarde