dezembro 2010
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


Guilherme Menezes possui 36% de aprovação popular segundo Hoje Comunicações

Por Diêgo Gomes

O Blog do Paulo Nunes divulgou uma pesquisa realizada em setembro pela empresa Hoje Comunicações sobre a administração municipal do prefeito Guilherme Menezes (PT) em seu terceiro mandado em Vitória da Conquista.

A soma do “ótimo e bom” informa a provação do gestor enquanto que a soma do “ruim e péssimo” informa o nível de reprovação de um gestor enquanto que o “regular” deve ser descartado da análise, haja vista que o mesmo não pode ser somado para mais ou para menos, por não ser fracionado em “regular para mais” e “regular para menos”.

Assim, de acordo com os números apresentados pela Hoje Comunicações a administração tem 5,16% de Ótimo e 31,75% de Boa, ou seja, 36,91% de avaliação positiva.

Já a avaliação negativa da administração municipal é de 23,04%, ou seja, 12,80% de péssima e 10,60% de avaliação ruim. Por sua vez, a soma da avaliação regular é de 39,68%. Clique aqui e veja a gráfico da pesquisa.

2 respostas para “Guilherme Menezes possui 36% de aprovação popular segundo Hoje Comunicações”

  • Paulo Nunes disse:

    Não existe em nenhum manual de estatística, a informação que a posição regular positivo, ou regular negativo, não possa ser somados, ao contrário, em todas as pesquisas de cunho investigativo, ou seja para se saber o grau de satisfação que uma administração tem junto ao seu eleitorado, há de se perguntar se o regular é positivo ou negativo. Cabendo ao sociólogo a análise mais aprofundada, que irá interpretar a vontande do entrevistado. De outro lado, a soma é totalmente normal, quando visa informação pública do resultado. A afirmação que o nobre blogueiro traz, não tem nenhuma base científica, uma vez que afirma que o item ” regular” deve ser descartado. seria necessário dizer, qual sociólogo diz isso, qual estatístico diz isso, qual livro diz isso. Não o fazendo, restringe-se, exclusivamente a uma opinião pessoal, a qual respeitamos, embora saibamos que a mesma está 100% errada. Principalmente, porque ao retirar 39.68 do ” REGULAR”, obviamente fez desaparecer de forma mágica a opinião de parcela que representaria em termos estatísticos aproximadamente 81 mil eleitores, que se manifestaram através da amostra representativa apurada, ou seja, num total de 2.132 entrevistas, com as opções de resposta: Boa, ótima, regular positivo, regular negativo, ruím e péssima, qualquer uma das alternativas retiradas para sustentar sua teoria, teria obrigatoriamente que alterar a amostra, que no caso defendido pelo jornalista o totum da amostra seria 1.236 entrevista e mesmo assim a aprovação seria efetivamente de 61.19%, de modo que se correr o bicho pega, se ficar o bicho come. Baseado nesta argumentação sugiro ao colega, que altere a manchete do seu blog, pois jamais a HOJE Comunicações, apontou 36% de aprovação para o Prefeito Guilherme Menezes, mas sim, mais de 70% de aprovação, com 58% de aceitação consolidada. esta é a informação correta, que a boa política deve informar, a pesquisa aponta isso. O comentário do jornalista Diego Rocha é que dá a informação distinta do fato.
    Paulo Nunes

  • Da redação disse:

    Meu caro Paulo Nunes.

    Entendemos o seu ponto de vista. Entretanto discordamos dele, na medida em que o “descarte” que fizemos no segundo parágrafo de nosso texto tem o cunho de não ser somado para mais ou para menos, ou regular positivo e negativo conforme utilizou na pesquisa. Haja vista que, tomamos como parâmetros pesquisas nacionais, incluindo a última pesquisa Sensus que coloca a aprovação do governo Lula em mais de 83,4%.

    Ao final do nosso texto, o regular aparece como números que não aprovam ou desaprovam e sim consideram a administração como regular, somados como o senhor disse em 39,68%.

    Caso clique no link http://www.sensus.com.br/doc/relatorio_sintese_cnt_110.doc e veja as páginas 6 e 7 observará como divulgam o regular (sem positivo e negativo), pois regular positivo e negativo, aqui sim em nosso entendimento particular, não devem ser considerados para informar a aprovação.

    Claro que cada instituto, assim como o do senhor, tem uma metodologia para ser realizada a pesquisa e a própria Sensus as vezes também divulgam os números e não podemos e nem devemos interferir nessa metodologia. Como os números de regular para mais, mais próximo do item “bom” fossem somados como aprovação, deveríamos somar o regular para menos como desaprovação, haja vista que o regular para menos tende a estar considerando a administração municipal próximo do “ruim”.

    A aprovação cairia dos 74%, aproximadamente, para 57,64%. Como o senhor mesmo disse, que se aproximaria de uma aprovação consolidada que seria 58%. E a desaprovação praticamente dobraria, passando de pouco mais de 23% para 43%.

    Confesso que nesse momento, não estou com a literatura para informar aos leitores e ao senhor o porque de nossa análise desse jeito, mas assim que encontrar os estudos sobre o assunto posso passar para o senhor e para os nossos leitores.

    Mas podemos informar comentários de blogs e sites que colocam o regular na mensuração das pesquisas. – http://refletindomuito.blogspot.com/2010/10/governo-lula-tem-aprovacao-em-alta.html e outras ainda que colocam o regular positivo e o regular negativo, mas que não é somado para critério de aprovaçãohttp://ultimosegundo.ig.com.br/eleicoes/vox+populibandig+aprovacao+de+lula+fica+em+78/n1237726787991.html

    Saudações.

Deixe seu comentário



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia