Por Diêgo Gomes

Após diversas denúncias de favorecimentos em que ONGs e prefeituras recebiam o dinheiro para financiar São João, carnavais e outros eventos, o Ministério do Turismo decidiu contestar e cobrar a devolução dos valores liberados para a realização do evento.

De acordo com o site Congresso em Foco, duas prefeituras do Sudoeste da Bahia são consideradas inadimplentes e com isso devem devolver o dinheiro: Barra da Estiva e Maracás.

Ainda de acordo com o site, a prefeitura municipal de Barra da Estiva recebeu R$ 400 mil para aplicar no “20º São João Quente na Terra do Frio”, entretanto o poder público municipal não apresentou a documentação exigida de R$ 45 mil gastos no evento realizado em 2008 e este valor deverá ser devolvido.

Já a prefeitura de Maracás recebeu R$ 100 mil para ser utilizado no “São João Quente da Terra do Frio” em 2008, mas não apresentou a documentação exigida de todo o valor recebido e por isso o Ministério cobra a devolução do dinheiro. Veja a lista completa de convênios aqui.