A OI espera fazer a restauração das 22,5 mil linhas de telefones fixos que continuam inativas até o próximo dia 20 de janeiro. Para isso, depende da ligação dos equipamentos de telefonia fixa da nova central no Itaigara, que foi apresentada à imprensa neste sábado, 8, com as linhas dos clientes.

Com a nova central, a operadora informa que praticamente todos os 56 mil usuários na Bahia que ficaram sem internet tiveram as conexões de banda larga restauradas. Mas ainda pode haver problemas pontuais de acesso.

A nova central telefônica está localizada no prédio do Itaigara, na parte não afetada pelo incêndio ocorrido no dia 21 de dezembro de 2010, que causou uma pane nos serviços da concessionária, deixando milhares de pessoas sem telefone e internet na Bahia e em mais cinco estados.

Até este sábado, a OI não divulgou os motivos do incêndio. Segundo a assessoria de imprensa da empresa no Nordeste, ainda não há informações do laudo da perícia técnica.

Clientes – A operadora informa que os clientes afetados pelo incêndio e que, por ventura, ainda não estejam com o serviço normalizado, podem entrar em contato com a central de atendimento da empresa pelos números 0800 56 56 58 ou pelo 103 31, e pedir a opção “reparo Velox”.

De acordo com a assessoria geral da OI, no Rio de Janeiro, os clientes atingidos não serão cobrados pelo período da interrupção do serviço. O valor cobrado nas faturas referentes a esse período serão convertidos em créditos na próxima conta e os clientes serão informados por meio de carta explicativa.

Quanto aos cerca de 16 mil usuários que receberam os acessos emergenciais provisórios, como telefones e minimodens, só serão cobrados valores que excederem o perfil histórico de consumo.
ATarde