As fortes chuvas que atingiram o Estado do Rio de Janeiro entre a noite de terça-feira e a madrugada desta quarta já deixaram pelo menos 63 mortos, além de centenas de desabrigados, segundo informações das autoridades locais.

As cidades mais afetados são Teresópolis, Nova Friburgo e Petrópolis, todas na Região Serrana. Ainda há pessoas desaparecidas e as equipes continuam os trabalhos de resgate.

O prefeito de Teresópolis, Jorge Mário, confirmou em entrevista à TV a morte de 54 pessoas em deslizamentos de terra. Outras 7 morreram em Nova Friburgo, incluindo uma criança; e duas em Petrópolis. Jorge Mário disse que Teresópolis tem mais de 500 desabrigados e ao menos 15 bairros afetados pela chuva. “Essa é a maior catástrofe da história do município”, afirmou.

Em Nova Friburgo, segundo os bombeiros, uma mulher foi arrastada pela enxurrada no bairro Vila Amélia. Na rua São Roque, no bairro Alto de Olaria, o desabamento de um prédio de três andares matou uma menina, de cerca de 9 anos, e um homem, de 67 anos.

Bombeiros continuam procurando por possíveis vítimas que estejam debaixo dos escombros, já que a informação de vizinhos é de que três famílias moravam no local. Há informações de que três pessoas estão desaparecidas. Segundo a Defesa Civil municipal, o edifício está localizado em uma área próxima a encostas e as fortes chuvas que atingem o município desde a noite de terça-feira podem ter abalado a sua estrutura.
IG