Um mês passou, a mulher esperou e a menstruação não veio. A primeira suspeita é que o quadro indica uma gravidez (desejada ou não), mas os médicos especializados alertam: alterações no ciclo menstrual podem revelar situações do universo feminino que vão além da gestação.

Se o exame para confirmar se a mulher está grávida der negativo, um leque de possibilidades é aberto para explicar a falta do sangramento no mês.

“A irregularidade na menstruação tem como tradução uma desarmonia do corpo da mulher”, define Luiz Flávio Cordeiro Fernandes, membro da Sociedade Brasileira de Endometriose e ginecologista colaborador do Hospital das Clínicas de São Paulo. Segundo ele, os resultados são mais precisos após três ciclos ausentes.

O descompasso orgânico que resulta em uma ausência temporária de menstruação (chamada de amenorreia) pode ter a origem em uma situação de estresse – pessoal ou profissional – mudanças significativas nos ponteiros da balança (para mais ou para menos) ou ainda funcionamento irregular dos hormônios.

“O funcionamento da tireóide, nestes casos, precisa ser investigado pois os hormônios produzidos por ela tem influência direta no ciclo menstrual”, afirma Vera Fonseca, presidente da Sociedade de Ginecologia do Rio de Janeiro. “Outra hipótese é que a mulher esteja com um hormônio chamado prolactina alterado. Este desajuste na dosagem pode vir acompanhado de sintoma nenhum, mas em algumas pacientes há presença também de dor de cabeça e produção de secreção leitosa no mamilo.”
IG