A polícia apreendeu em Teixeira de Freitas, a 900 km de Salvador, uma arma capaz de disparar até 1600 tiros por minuto e de uso exclusivo no combate a ações terroristas. Dois homens foram presos – o dono da arma e um outro que intermediava a venda desta junto a traficantes foram presos, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP).

A apreensão foi feita por investigadores da Delegacia Especializada de Tóxicos e Entorpecentes (DTE) e da 8ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), em Teixeira de Freitas.

A submetralhadora Mac-11, calibre ponto 380mm, com silenciador, estava sendo negociada com traficantes da cidade por R$ 8 mil. Alenilson Jesus Almeida intermediava a venda entre o dono André Zoel Pedrosa Rocha e o traficante Ofagner de Jesus Cardos. Conhecido como Nininho, o traficante negou que encomendou a arma, mas disse que ela lhe foi oferecida.

A polícia recebeu uma denúncia anônima informando sobre a negociação da arma de grosso calibre. Segundo a investigação que se seguiu, a arma seria usada por uma quadrilha de traficantes contra os rivais. Além da arma, foram apreendidos dois carregadores de munição, 58 cartuchos calibre 380, cinco cartuchos de fuzil calibre 5,56 e R$ 392 em espécie.

A arma será encaminhada ao Comando do Exército para destruição. A polícia investiga se a submetralhadora indica uma conexão do tráfico internacional de armas no país. “Trata-se de uma arma de uso proibido e a sua presença caracteriza a presença do tráfico internacional de armas e de drogas na região”.
Correio*