A ida do vereador Joel Fernandes e do Partido Trabalhista Nacional (PTN) para a base de apoio ao governo municipal de Vitória da Conquista foi o assunto político mais comentado nos últimos dias em Vitória da Conquista.

Joel do Caminhão, como também é conhecido, está em seu segundo mandato e foi convidado a ingressar na política pelo ex-deputado Coriolano Sales em 2004, quando foi eleito pela primeira vez, sendo reeleito também pela oposição ao PT em 2008.

Em entrevista ao TRIBUNA DA CONQUISTA o edil fala de sua mudança para o lado governista, do apoio a Paulo Magalhães (DEM) e das perspectivas para 2012.

TRIBUNA DA CONQUISTA – Sobre a aliança do PTN com o governo municipal o que o senhor e o seu partido tem a dizer?
JOEL FERNANDES – Somos do PTN, conversamos com o partido, com a igreja da qual faço parte, com nossa base. Uma decisão dessa não poderia tomar sozinho e, depois, foi feito uma pesquisa sobre as ações do governo municipal, pois o PTN não pode e não iria embarcar numa barca furada. Fizemos analises, comparativos, pesquisas e vimos a possibilidade do prefeito ser reeleito, por conta do trabalho que ele vem fazendo na cidade, e o PTN não pode ficar de fora de um governo que nos achamos que está dando certo. O PTN quer somar, mas ainda falta bater o martelo.

TC – O Senhor passou seis anos na oposição. Agora essa mudança, porque isso aconteceu realmente?
JOEL FERNANDES – A política é uma dinâmica interessante, hoje você pode está de um lado e amanha de outro. Se o prefeito fosse omisso, corrupto, o PTN não iria fazer essa aliança, porque o PTN pensa o povo. Vendo as obras que já foram feitas e que ninguém nunca fez, nem o PT em outros mandatos, com 40 quilômetros de asfaltamento, a educação tá sendo tratada como tal e etc.

TC – Sobre a possibilidade de o partido ganhar cargos na prefeitura, secretária, segundo escalão…
JOEL FERNANDES – Não tem nada disso por enquanto, não exigimos nada. Estamos trabalhando pelo bem comum. É lógico que se surgir algum espaço o PTN vai querer ocupar esse espaço.

TC – Em 2010 o senhor apoiou Clovis Ferraz (DEM) para deputado estadual e Paulo Magalhães (DEM) para deputado federal. O senhor já comunicou essa sua decisão a ambos?
JOEL FERNANDES – Clovis Ferraz perdeu as eleições. Acabou meu compromisso Clovis Ferraz. Meu compromisso é com João Carlos Bacelar, presidente do PTN na Bahia. A nível federal, Paulo Magalhães ganhou com nossa colaboração, participação e com nossa ajuda. Ele deve ser reconhecido e eu vou procurar o deputado Paulo Magalhães para que canalize recursos para o nosso município.

TC – Como vai agir de agora em diante com os vereadores de situação e oposição. Na medida em que foi eleito pela oposição?
JOEL FERNANDES – Grandes figuras da política brasileira mudam de base, não mudam de partido. Na política estadual é a mesma coisa. E Joel Fernandes? Pequena figura da política municipal não pode mudar? Joel Fernandes eleito pela oposição, mas com muitos votos de outros partidos, se sente a vontade. Pela cordialidade, tratei a situação com igualdade e nunca denegrir a imagem dos pares. Na situação irei tratar meus amigos da oposição com o mesmo respeito.

TC – Em 2012 o partido poderá ter o candidato a vice na chapa do prefeito Guilherme Menezes (PT) ?
JOEL FERNANDES – Não temos nada acordado em indicar vice. O ano de 2012 está longe e la é outra história. Não iremos lançar candidato a prefeito, mas podemos ser convidados para o cargo de vice-prefeito.