A 10ª Superintendência de Polícia Rodoviária Federal na Bahia, através do Núcleo de Operações Especiais – NOE, ANVISA e CRF/BA realizaram uma operação conjunta nos municípios de Jequié e Jaguaquara para prevenir e reprimir o comércio irregular e ilícito de fármacos.

Durante todo o dia diversos pontos comerciais foram fiscalizadas, nove farmácias foram interditadas e notificadas, quatro postos de combustíveis fiscalizados, três pessoas foram presas e 746 medicamentos foram apreendidos.

Foram presos Yale de Almeida Souza, proprietário da Farmácia Bonfim, em Jequié, pela comercialização de 50 comprimidos de Cialis falsificados, Adailton Silva dos Santos e Eunice Pereira dos Santos, administradores da Farmácia Ideal, em Jaguaquara, pela negociação, em desacordo com a legislação pátria, de medicamentos controlados e falsificados.

Não foram constatadas condutas criminosas nas farmácias fiscalizadas e os agentes foram impelidos a interditá-las por motivos que gravitavam entre a ausência de AFE (Autorização de Funcionamento de Empresa) e absoluta inexistência de condições sanitárias para o atendimento à sociedade.

Todos os medicamentos, controlados, falsificados e contrabandeados, não possuíam registro da ANVISA, sendo eles :

• 52 comprimentos de Cialis falsificados;
• 20 comprimidos Lexotan;
• 60 comprimidos de Olcadil;
• 60 comprimidos de Clonazepam;
• 12 comprimidos de Pramil;
• 10 comprimidos de Bromazepam;
• 60 comprimidos de Carbamazepina;
• 29 comprimido de Erofast;
• 60 comprimidos de Amitriptilina;
• 01 comprimido de Viagra;
• 18 comprimidos de Eroxil;
• 182 comprimidos de Uni-Diapax ;
• 10 blisters de Navotrax;
• 130 comprimidos Fenocris;
• 30 comprimidos de Somalium;
• 12 comprimidos de Tylex.
TRIBUNADABAHIA