O aluno Carlos Eduardo Grivol Junior, que cursou a 2ª série do Ensino Médio no Colégio Anchieta no ano passado, conquistou medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Física. A cerimônia de entrega das medalhas será realizada na Reitoria da Universidade Federal da Bahia, dia 18 de março, às 14h30.

O prêmio, que conta com a inscrição de milhares de estudantes de todo Brasil, tem elevada significação na área educacional. Todos os alunos inscritos passam por uma seleção criteriosa, com três fases classificatórias. Carlos foi o único medalhista de ouro da Bahia e pela excelente pontuação conquistada, será o representante baiano na seletiva final para as Olimpíadas Internacionais de Física 2011. O estudante concorre com outros nove classificados para esta etapa, que vai selecionar apenas dois para representar o Brasil no exterior.

A próxima prova da seletiva para as Olimpíadas Internacionais ocorre em 26 de fevereiro e, já no começo de março será divulgado o resultado dos dois finalistas que irão à São Paulo receber o treinamento para representar o Brasil na Olimpíada Internacional de Física 2011.

O reconhecimento foi celebrado pelos familiares e por toda equipe do Colégio Anchieta, sobretudo pelo professor Fernando Meyer, coordenador do departamento de de Matemática e Física: “Parabenizo Carlos Grivol e seus familiares por esta grande conquista! E aproveito para reiterar o convite a todos os alunos que também se sintam atraídos pelas ciências exatas e naturais, a seguir este belo caminho”.

O adolescente, que pretende prestar vestibular para Engenharia Elétrica, participa de olimpíadas de física e matemática desde o 5º ano do Ensino Fundamental (antiga 4ª série) e levou a medalha de prata na Olimpíada Baiana de Matemática do ano passado. “Eu comecei a estudar porque queria chegar ao internacional, estudei além do que aprendia nas aulas, assunto da 3ª série do Ensino Médio e até da universidade. Quando recebi a notícia da classificação da etapa nacional eu já estava estudando para o internacional”, explica Carlos.

Atualmente o aluno divide seu tempo entre as aulas no Anchieta e os estudos para as provas da seletiva para as Olimpíadas Internacionais. De acordo com o professor de física Marcelo Sangiovanni, que está ajudando Carlos na preparação para a próxima fase, a dedicação é fundamental: “Carlos é um menino muito dedicado, aplicado e disciplinado, como poucos alunos atualmente. Mais do que estudar com ele eu o estou ajudando a lidar com os assuntos que ele aprendeu na escola e os que ele estudou por conta própria e para isso é preciso muita disciplina.”
AratuOnline