O ex-baterista e sócio do Chiclete com Banana, Rey Gramacho, falou nesta terça-feira (10), sobre a saída de Bell Marques da banda. Em entrevista exclusiva ao iBahia, Rey revelou que o cantor já havia manifestado o desejo de deixar o grupo algumas vezes, mas a decisão só teria sido tomada há uma semana.

“Há mais ou menos uma semana ele me disse que queria deixar o grupo e nesta segunda-feira (9), reuniu toda a equipe técnica para anunciar oficialmente e dizer que faria o pronunciamento através das redes sociais nesta terça (9)”.

Segundo Rey, o verdadeiro motivo da saída de Bell do Chiclete só pode ser dito por ele mesmo, mas garante que não houve nenhuma discussão recente no grupo. “Existem muitas histórias sobre brigas de Bell com Wadinho que não são reais. Eles já discutiram algumas vezes sim, mas foram brigas normais de irmãos, que nunca influenciaram na carreira da banda. Os dois são muito tranquilos e se dão muito bem. Nem mesmo o fato das esposas dos dois não se darem muito bem, nunca influenciou em nada”, garantiu. O músico acredita que o cansaço tenha mesmo motivado o cantor a deixar a banda. “Como ele mesmo falou no vídeo, foram 31 anos de carreira, muitas viagens, shows, é natural que ele fique cansado e queira seguir um caminho diferente”, disse.

Para o futuro da banda, Rey garante que nenhuma decisão foi tomada. “A ficha já caiu mas nada foi decidido ainda. Por enquanto continuamos com a mesma programação. O DVD vai ser lançado no final do ano, Bell vai cumprir com toda a agenda de shows e fazer o seu último carnaval no Chiclete em 2014. A saída dele só se torna oficial no dia 4 de março”, explicou.

Sobre as especulações em torno de um substituto para Bell, Rey também garantiu que nada foi pensado e descartou a possibilidade de Topeira, cantor da banda 5%, ir para o Chiclete. “Ele é um cantor excelente, de muito talento que já tem a sua carreira consolidada na 5%. Não teria sentido eu acabar com uma banda que já faz sucesso há seis anos em todo o Brasil, para tapar o buraco de outra”, ressaltou.

Já Rafa Chaves, novo cantor da Via Circular, Rey disse que é uma possibilidade. “Vejo o nome dele com bons olhos, sim. Ele também é um ótimo músico e está em ascensão, mas como eu disse, nenhum martelo foi batido. Não sabemos se vai ser homem, mulher ou até mesmo uma dupla”.
iBahia