A temporada 2013 chegou ao final e na opinião do presidente Ederlane Amorim ela foi muito positiva.

Para o gestor do alviverde, o trabalho foi realizado com a mesma seriedade de sempre e mesmo que o título da Copa Governador não tenha vindo, mas as metas foram alcançadas, afinal, estamos com o calendário de 2014 pronto, com competições importantes garantidas como a Copa do Nordeste e o Brasileiro da Série D, além da segunda fase do Campeonato Baiano e a Copa Governador do Estado.

CAMPEONATO BAIANO
“Eu diria que foi excelente. Podemos dividir o baiano em duas etapas. Na primeira, fomos campeões do interior e garantimos vaga para a Copa do Nordeste. Já na segunda fase houve a troca de comando do então treinador Moacir Junior e isso influenciou nos resultados. As coisas não aconteceram como programado, perdemos o Carlinhos que era praticamente o melhor jogador do time, o Carlos Alberto que vinha com uma excelente média de gols na segunda fase não conseguiu manter. São coisas do futebol que você não tem como prever e programar mudanças. Mas encaramos isso com muita naturalidade”.

COPA DO BRASIL
“Tivemos duas partidas muito interessantes contra o Sport. A primeira nós perdemos por 1×0 mas fizemos uma grande partida e lá em Recife principalmente fizemos o estádio do Sport se calar. Infelizmente tomamos um gol aos 45 minutos do primeiro tempo e perdemos Mica. Aí você volta para o segundo tempo com um homem a menos e precisando fazer dois gols com um adversário qualificado como o Sport realmente ficou difícil. Mas considero uma boa participação sim, conseguimos levar para o segundo jogo e isso fortaleceu ainda mais a nossa marca. Tenho certeza que nessa partida que vamos fazer em janeiro contra o Santa Cruz em Recife já não seremos uma equipe tão desconhecida”.

SÉRIE D
“Foi a nossa melhor participação. Conseguimos manter a base graças ao apoio dos jogadores que entenderam a dificuldade da participação em uma competição dessa e aceitaram participar com um salário menor, por isso temos que aplaudi-los e chegamos ao último jogo contra o Sergipe com chances de classificação, mas infelizmente não conseguimos a vitória. Além disso, o Botafogo, que foi campeão só perdeu três partidas das que fizeram e uma dessas partidas foram pra o ECPP”.

COPA GOVERNADOR DO ESTADO
Buscávamos o tetra campeonato, é uma situação atípica você disputar 5 competições com o equilíbrio que existe no interior e conseguir fazer as cinco finais. Éramos o favorito mas situações extracampo nos prejudicaram como a parceria entre Feira de Santana e Vitória que colocou um time de garotos para fazer a semifinal. Mas na final o que aconteceu foi que não conseguimos fazer o dever de casa na primeira partida e perdemos por 1×2 e depois conseguimos vencer em Feira, mas infelizmente, mais uma vez com um pênalti que não existiu e inclusive já enviamos um manifesto para a FBF. Queríamos a Copa do Brasil, mas vamos buscar essa vaga no Baiano de 2014”.
ASCOM ECPPP