7ago2012-servidores-da-policia-federal-de-sao-paulo-aderiram-a-greve-nacional-para-reivindicar-reestruturacao-na-carreira-1344374743231-956x500Quatro pessoas foram presas nesta quinta-feira (30) durante a operação “Moeda Real”, no Sul e Sudoeste da Bahia. As delegacias da Polícia Federal de Vitória da Conquista, Ilhéus e Jequié desarticularam um grupo criminoso que comandava o tráfico de drogas nas regiões onde foram deflagradas a operação, que é uma alusão ao apelido do alvo principal, Sandro Santos Queiroz, conhecido como “Real”.

Segundo a Polícia Federal, ele é um dos traficantes mais procurados do interior da Bahia, alvo das Forças de Segurança e Poder Judiciário baianos, por conta do envolvimento em diversos crimes, inclusive homicídios, tendo ainda vários mandados de prisão em aberto.

Segundo a PF, “Real” foi o único a ser preso na madrugada desta quinta-feira, na cidade de Bertioga, em São Paulo, com documento falso, local onde estava foragido. Já os outros três, foram presos na Bahia. “Nessa madrugada, com a prisão dele [Real], pudemos fazer o cumprimento das outras prisões. Se ele soubesse incialmente das prisões, poderia fugir novamente”, explicou o delegado Marcelo Andrade Siqueira.

Os envolvidos irão responder por diversos crimes, dentre eles tráfico de drogas, associação ao tráfico e integrar organização criminosa, além de homicídio. As penas, se somadas, podem chegar a mais de 30 anos de reclusão.

Ainda de acordo com o delegado, “Real” será transferido para a Bahia, mas ainda não foi definido em qual unidade ele ficará custodiado. Dois presos estão na unidade prisional de Vitória da Conquista e um deles em Jequié à disposição da Justiça.

G1