PoliclínicasO deputado Estadual Herzem Gusmão (PMDB) se reuniu na manhã desta terça-feira (1), com o secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas Boas, juntamente com a bancada da oposição da Assembleia Legislativa da Bahia, para discutir sobre o novo Consórcio de Saúde, que consiste na implantação de Policlínicas, PL que será votado na Casa.

De acordo o peemedebista, a proposta é uma revolução na saúde e é semelhante ao que está acontecendo no Ceará, mas precisa ver se essa realidade vai funcionar na Bahia.

“Trata-se de um bom projeto. As oposições apresentaram algumas emendas. Nós discutimos e debatemos, mas o que está chamando atenção dos prefeitos e deputados são os critérios para a implantação das policlínicas nos municípios. O secretário explicou com toda clareza que as cidades precisam de UPAs. Em Vitória da Conquista temos a promessa de implantação de uma, no Hospital de Base. Precisa também de um Lacen (Laboratório Central), que um dia funcionou bem, mas agora está muito mal na cidade, e também de um Programa de Saúde da Família bem estruturado e com boa cobertura. Em Conquista não temos uma coisa, nem outra. A cobertura chega apenas a 42%. Necessita ainda de escola de medicina. Lá, temos duas. Uma privada e outra da UESB”, destacou.

Para o parlamentar, Vitória da Conquista reúne todas as condições, até por ser a terceira maior cidade da Bahia, para receber uma policlínica e passar a comandar todos os consórcios, no entanto, a Prefeitura tem que imediatamente investir mais na saúde. “O município precisa implantar a UPA, junto com o governo do estado, e ampliar a cobertura do programa de saúde da família. Conquista necessita pelo menos de 70 equipes. Portanto, esse encontro foi muito importante. Foi uma explanação muito positiva para esclarecer os deputados na votação”, afirmou.