alvaro pithon e acm netoA cúpula do Partido dos Trabalhadores de Vitória da Conquista se reúne nesta quinta-feira (8) para discutir o Título de Cidadão Conquistense que o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), ferrenho opositor do PT, receberá da Câmara de Vereadores.

A informação foi dada pelo presidente do partido em Vitória da Conquista, Rudival Maturano.

Ele disse que só se manifestará sobre o assunto após a reunião, na qual uma das principais lideranças a serem ouvidas é o líder do PT na Câmara de Vereadores, Júlio Onorato.

Procurado, o vereador preferiu o silêncio. Para alguns petistas, a honraria que ACM Neto receberá da cidade onde o PT governa há cinco gestões fortalece a oposição e enfraquece a legenda de esquerda.

Eles lembram que Vitória da Conquista sempre foi uma cidade de vanguarda contra o Carlismo, movimento de apoiadores ao senador Antonio Carlos Magalhães – reza a lenda, inclusive, que quando ACM morreu soltaram fogos na cidade.

“Um título desses, na boca de ano que tem eleições municipais, soa como derrota do PT”, comentou um integrante da legenda.

A ideia de conceder o Título de Cidadão a ACM Neto não é de agora.

O autor da proposta, vereador Álvaro Pithon (DEM), já havia tentado fazer o mesmo ano passado, mas o inciso 1º do artigo 235 do Regimento Interno da Câmara vedava “a concessão de títulos honoríficos a pessoas no exercício de cargos ou funções públicas, eletivas ou por nomeação”.

Não satisfeito, Pithon resolveu propor uma resolução para extinguir o artigo, tornando eleitos e nomeados passíveis de receber a honraria. A resolução de Pithon foi aprovada em abril deste ano.

Piton disse que não teve “questão política alguma envolvida” no título. “Inclusive, foi aprovado por unanimidade”, falou.

“ACM Neto mandou pavimentar seis ruas do Alto Maron com uma verba de R$ 200.000 que ele me deu. Têm pessoas sendo contrário, mas ACM neto é o melhor prefeito do Brasil, os petistas que não reconhecem. A Câmara toda votou favorável. Foi por mérito o Título de Cidadão”, disse o vereador.

Justificativas
A relação de ACM Neto com Vitória da Conquista é antiga, apesar da rejeição dos apoiadores do PT, que são maioria na cidade.

Tese de doutorado em Ciências Sociais da UFBA (Universidade Federal da Bahia), de Carla Galvão Pereira, diz que já no primeiro mandato de deputado federal (2003-2006), Vitória da Conquista foi uma das únicas cidades da Bahia que receberam emendas – as demais foram Salvador, Camaçari e Itabuna.

Nos mandatos seguintes, diz a pesquisadora, ACM Neto teve fortalecimento de votos em Vitória da Conquista – 17.114 votos em 2006 (segunda cidade com mais votos ao político); e 10.755 votos em 2.010.

Isso fez com que o deputado colocasse mais emendas parlamentares para a cidade.

A de mais destaque é uma emenda individual que depois virou coletiva (da bancada de deputados da Bahia) de R$ 60 milhões para obra do aeroporto local. O pai dele, senador ACM Jr., também teve participação nesta emenda.

Houve ainda emendas para a Santa Casa de Misericórdia, para reformas de campo de futebol, para Associação Conquistense de Integração do Deficiente de Vitória da Conquista e para compra de um trator para um povoado da zona rural, segundo o estudo da UFBA.

Procurado, ACM Neto respondeu, via assessoria de imprensa, que “fica honrado com o Título” e que “na oportunidade que tiver para a entrega, vai receber”.

A solenidade de entrega dos títulos ocorre dia 25 de novembro. Ao todo, são 40 homenageados.
AratuOnline