Hérzem-púlpitoO deputado Herzem Gusmão (PMDB) responsabilizou neste sábado (17) o governo estadual pela onda de violência que atinge a Bahia. De acordo com a Secretaria Nacional de Segurança Pública, no ano passado a Bahia apresentou o maior número absoluto de homicídios no país.

“Foram 5.450 assassinatos, o que dá uma taxa de 36 homicídios para cada 100 mil habitantes. Pior, ainda: a Bahia respondeu por 11,63% (mais do que qualquer Estado) de todos os assassinatos registrados no ano passado no Brasil. Isto simplesmente é estatística de país que está em guerra”, afirmou o parlamentar.

De acordo com Herzem Gusmão, apesar dos dados assustadores, o governador Rui Costa e a cúpula da Secretaria da Segurança Pública insistem em remar contra a maré, colocando em dúvida a credibilidade de uma pesquisa realizada por um órgão oficial, do próprio governo federal.

“O governador Rui Costa e os dirigentes da Secretaria da Segurança Pública dizem que a metodologia da pesquisa está errada. Essa resposta é simplesmente inacreditável, um atentado à inteligência dos baianos. Quem mora na Bahia, em qualquer uma das 417 cidades, sabe muito bem que o Estado perdeu o controle sobre a segurança pública. As pessoas de bem estão trancafiadas em suas casas e os bandidos, soltos”, acrescentou Herzem Gusmão.

De acordo com o parlamentar, antes de inventar desculpas que ninguém mais acredita, para combater a violência o governo estadual deveria investir mais nas Polícias Civil e Militar, equipar as delegacias, quase todas sucateadas, priorizar o serviço de inteligência e colocar o efetivo nas ruas para defender o cidadão.