A650x375_operacao-policia-federal-vitoria-da-conquista-bahia-destaque-do-dia_1573621 Polícia Federal (PF) de Vitória da Conquista, no Sudoeste baiano, deflagrou na manhã desta quinta-feira, 22, uma operação de combate a fraudes nos cofres públicos de municípios da região.

Denominada de Operação Hollerith, a ação cumpriu sete mandados de condução coercitiva e seis de busca e apreensão nas cidades de Caatiba, Poções, Planalto e Ibicuí.

Segundo informações da PF, uma organização criminosa formada por ex-funcionário e servidores “fantasmas” da prefeitura de Caatiba teria atuado nos setores contábil e de recursos humanos do município.

O grupo utilizava verbas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), repassadas pela União, alterando para mais os salários de servidores e incluindo “fantasmas” na folha de pagamento.

As buscas foram realizadas com o objetivo de apreender documentos que comprovem a ligação entre os investigados e a existência da organização criminosa, além dos valores e bens adquiridos com os recursos públicos desviados.

A estimativa é que a fraude tenha causado um rombo de R$ 745.756,94 aos cofres do município. Os investigados podem ser enquadrados nos crimes de constituição e integração de organização criminosa, peculato, e de inserção de dados falsos em sistema de informações. Somadas, as penas podem ultrapassar 30 anos de prisão.

A Tarde