Da Redação

HerzemA ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luciana Lóssio, julgou favorável o Recurso Especial Eleitoral n° 418-48.2012.6.05.0040, interposto por Herzem Gusmão (PMDB), no qual pedia a improcedência da Ação de investigação Judicial Eleitoral (AIJE), proposta pelo prefeito de Vitória da Conquista, Guilherme Menezes (PT) para que o peemedebista ficasse inelegível por oito anos.

Com a decisão da ministra, Herzem Gusmão, que atualmente é deputado estadual, sai fortalecido e poderá ser o candidato único das oposições em 2016 na “capital do sudoeste”, haja vista que não terá pendência judicial alguma para o pleito.

Unidade – O prefeito de Salvador, ACM Neto, em recente discurso na convenção estadual do Democratas, afirmou que os partidos oposicionistas devem marchar juntos principais cidades da Bahia nas eleições de 2016, independente do partido que venha a encabeçar a chapa, ou seja, pode ser DEM, PMDB, PSDB, PRB, SD ou outras siglas oposicionistas.

Mesmo com a possibilidade de dois turnos, em Salvador, Feira de Santana e Vitória da Conquista, o grupo oposicionista no Estado quer levar a eleições nesses três municípios, ainda no primeiro turno e, por isso, uma candidatura única em cada local, proporciona tal possibilidade.