O número de casos suspeitos de microcefalia subiu de 312 para 366 na Bahia. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), nesta terça-feira (5), e são referentes ao período de outubro de 2015 a 4 de janeiro de 2016.

Nas notificações suspeitas, estão bebês que nasceram com perímetro encefálico menor ou igual a 32 centímetros.

De acordo com a Sesab, dentre os 366 casos, foram notificados dez óbitos nos municípios de Salvador (2), Itapetinga (1), Olindina (1), Tanhaçu (1), Camaçarix (1) e Itabuna (1), Campo Formoso (1), Alagoinhas (1) e Crisópolis (1). Todos os casos estão em investigação para determinar se as mortes foram causadas pela microcefalia.

Casos suspeitos
Os casos ocorreram em 71 municípios, sendo Salvador o que apresentou o maior número, com 214 casos.
Do total de casos notificados de microcefalia, 103 mães referiram ter tido doença exantemática (doença infecciosa sistêmica em que manifestações cutâneas acompanham o quatro clínico) na gestação. Dentre essas doenças está a Zika.
G1-BA