Lama que atingiu Mariana. Foto: AFP

Lama que atingiu Mariana. Foto: AFP

A lama de rejeitos de minério que vazou da barragem da Samarco – cujos donos são a Vale a anglo-australiana BHP Billiton – em Mariana (MG) pode ter chegado ao sul da Bahia, inclusive à região do arquipélago de Abrolhos, de acordo com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Abrolhos é um dos principais santuários brasileiros de flora e fauna marinhos.

Em novembro, a ministra do Meio Ambiente, tinha dito que não havia expectativa de que a lama chegasse a Abrolhos. O rompimento da barragem da Samarco ocorreu em 5 de novembro de 2015 e causou uma enxurrada de lama no distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, na região Central de Minas Gerais. A lama chegou ao mar pelo Rio Doce, depois de ter passado por municípios mineiros e do Espírito Santo.

A diretora do Ibama, Marilene de Oliveira Ramos, informou que a lama começou a se deslocar para o litoral norte do Espírito Santo. Segundo ela, a Samarco foi notificada pelo Ibama para começar imediatamente a coleta de amostras da água turva para ter certeza da origem do material na região de Caravelas, Trancoso e de Abrolhos – todas no litoral sul da Bahia.
G1