Embasa realiza encontros em comunidades religiosas de Vitória da Conquista (4)Como parte das ações de conscientização sobre uso racional da água realizadas durante o período de racionamento em Vitória da Conquista, a Embasa vem promovendo encontros com a comunidade em associações de moradores, universidades, conselhos de saúde, escolas e igrejas locai. Na semana passada, as reuniões foram realizadas na Igreja Sede do Movimento Familiar Cristão e na Igreja Batista Peniel.

Na manhã do dia 10 de julho, a assistente social da Embasa, Maísa Neves, esteve com a comunidade do bairro Primavera, na Igreja Sede do Movimento Familiar Cristão (MFC), socializando as informações sobre a situação dos mananciais que abastecem a cidade, formas de uso responsável da água e os canais de comunicação disponibilizados pela Embasa à população. Com o mesmo intuito, na noite do dia 13, a reunião foi realizada com os membros da Igreja Batista Peniel.

Os participantes puderam entender o funcionamento da distribuição de água operacionalizado pela Embasa na cidade e o atendimento aos grupos estabelecidos nos calendários do racionamento, além do impacto das perdas de água a toda população. “É muito importante reforçar a participação da comunidade no enfrentamento da estiagem, estimulando a manutenção permanente de vigilância e mobilização para a formação de uma nova consciência ambiental”, destacou Maísa.

Racionamento

Desde o dia 23 de maio deste ano, as cidades de Vitória da Conquista e Belo Campo vêm lidando com a redução na oferta de abastecimento de água. O racionamento visa proteger os níveis das barragens de Água Fria I e II, esta última com armazenamento de apenas 39% da sua capacidade, o que corresponde a cerca de 2,3 milhões de metros cúbicos (m³) de sua capacidade total, que é de 6,5 milhões de metros cúbicos. Além do período de estiagem enfrentado na região, retiradas não autorizadas de água comprometeram os níveis dos mananciais que alimentam o sistema integrado de abastecimento.