dezembro 2016
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

:: 24/dez/2016 . 19:07

10 mil baianos ainda podem sacar o abono

abonoFaltam apenas cinco dias para o fim do prazo do saque do abono salarial do PIS/PASEP – referente ao ano de 2014 –, que vence no próximo dia 29. E, ainda, de acordo com informações do Ministério do Trabalho (MT), 10.703 trabalhadores baianos ainda não haviam retirado o benefício nas agências bancárias até o último dia 19 de dezembro. Esse valor equivale a 36,45% do total de trabalhadores que tem direito ao abono em todo o estado, que é de 29.361.

Em contrapartida, segundo o órgão federal, outras 18.658 pessoas já dirigiram até uma das agências da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil e retiraram, ao todo, R$ 16.405.527,65, o maior valor relativo à Região Nordeste e o sétimo no território nacional, atrás de estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

No país, 917.075 pessoas (pouco mais de 20% do total) não tinham sacado o benefício e ainda faltam ser retirados, até a próxima quinta-feira, pouco mais de R$ 802 milhões de reais.

“Num cenário de dificuldades e restrições pelo qual passam as pessoas, esse Abono Salarial poderá ser alento para muitos chefes de família em todo o País”, relatou o coordenador-geral do Seguro-Desemprego, Abono Salarial e Identificação Profissional do Ministério do Trabalho, Márcio Borges. :: LEIA MAIS »

O pão de Toni: conheça a origem do panetone

panetone_divulgacaoA gente sabe que o Natal está chegando quando os panetones começam a aparecer nos supermercados. Pois sim, hoje vamos aproveitar a cozinha linda e natalina do ‘Estrelas’ pra falar de Natal e de panetone, essa comida que vira parte da decoração da mesa do café da manhã todo dezembro.

Dizem que o panetone nasceu de uma história de amor: Ughetto Atellani, nobre cavaleiro de Milão, fingiu ser o auxiliar de Toni o padeiro para ganhar a bela Adalgisa. Assim teria inventado o panettone, preparando um pão doce especial para ela que veio a ser conhecido como “pão de Toni” (o padeiro).

 Mas como toda lenda que se preza tem mais de uma versão, outra história diz que o padeiro Toni queimou alguns pães e, para disfarçar, tacou frutas cristalizadas. E o erro virou acerto! Mas por que não tem panetone o ano inteiro? Pesquisei, pesquisei, e segundo algumas fontes a razão é que as padarias de Milão produziam este pão no Natal como presente. O costume se tornou uma tradição, como os ovos de chocolate na Páscoa.
iBahia



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia