janela-pulaA mulher que foi feita refém dentro de casa pelo ex-marido na cidade de Vitória da Conquista, sudoeste da Bahia, na quarta-feira (15), disse que se surpreendeu com a atitude dele, que não aceitava o fim do relacionamento de 20 anos do casal.

Marilene de Jesus Santos se libertou depois de mais de duas horas, após pular a janela de casa, em uma altura de quatro a cinco metros. “Quero que ele encontre a paz”, falou a mulher, pelo telefone, para a reportagem da TV Santa Cruz. O casal estava separado há algum tempo e continuava convivendo na mesma casa.

O ex-marido dela, Cássio Oliveira Góes, de 37 anos, foi preso após se entregar à polícia e encaminhado ao Conjunto Penal de Vitória da Conquista.

Ele também fez refém as duas filhas de quatro e 12 anos, que foram as primeiras a serem liberadas, após negociação com a polícia.

Depois de 40 minutos, Marilene aproveitou momento de distração do ex-marido para pular a janela. Ela recebeu atendimento médico de uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e passa bem.

Mesmo depois de Marilene conseguir fugir, Cássio ainda estava nervoso e não se entregou. Os parentes dele foram chamados para ajudar na negociação. Ele só deixou a residência após duas horas de conversa.

 G1