Rubel_DivulgaçãoFestival Suíça Bahiana está sempre atento ao que está acontecendo de melhor na música brasileira, a prova disso é a presença de nomes indicados em premiações importantes. O Grammy Latino é uma delas e o nosso representante da vez é Rubel, que toca no domingo (21), no Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima.

Rubel concorre na categoria “Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa” por “Casas”, trabalho lançado em março deste ano.  O disco vai além do folk que o carioca apresentou em “Pearl” (2015) e dialoga mais com outros artistas, trazendo participações de Rincon Sapiência, Emicida e das Meninas da Serrinha.

O FSB 2018 tem ainda na sua programação as bandas Maglore (BA), Supercombo (ES), Tagua Tagua (RS) e os cantores Aiace (BA) e Marcelo Gross (RS). O destaque também fica para as atrações internacionais La Pichanga e Fiebre Séptica, do Chile e a cantora e compositora argentina Cata Raybaud.

As vendas de passaportes e ingressos individuais estão sendo realizadas por meio do site SYMPLA, na loja oficial no Shopping Conquista Sul e também na Loja Seja Nerd (Av. Siqueira Campos, 325, Recreio). Os valores variam entre R$150,00 (passaporte inteira) e R$25,00 (ingresso individual meia).

FSB 2018

Desde 2010, Vitória da Conquista, cidade situada no sudoeste da Bahia, sedia o FSB. O evento já recebeu atrações como B Negão, Dead Fish, Humberto Gessinger, Marcelo Jeneci, Larissa Luz, Ratos de Porão, Ventre, The Baggios, Mombojó, Pedro Pondé e banda argentina Las Taradas. O projeto foi um dos responsáveis por colocar a cidade no patamar de um dos principais pontos de circulação do interior baiano.

O festival é realizado pelo Coletivo Suíça Bahiana, que atua com produção cultural na cidade há cerca de dez anos. Nesta edição, boa parte da programação foi selecionada via edital, que contou com cerca de 280 inscrições de artistas e bandas do Brasil e da América Latina.

Em 2018, o tema do FSB é “Do Cimo do Morro da Tromba ao Underground da Serra do Piripiri”, fazendo referência aos cem anos do poema “Do Cimo do Morro da Tromba”. Trata-se de uma das obras mais aclamadas da história de Vitória da Conquista, escrita pelo poeta e escritor Maneca Grosso. O artista foi envolvido na famosa guerra política entre Meletes e Peduros, movimento que também completa 100 anos em 2018.

FSB no Instagram
FSB no Facebook

 Vagalume Assessoria