dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

:: ‘carteira assinada’

Bahia totalizou saldo negativo de 16.272 postos de trabalho em dezembro de 2016

emprego-com-carteira-assinadaAs informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sistematizadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), referentes ao mês de dezembro de 2016, apontam que a Bahia totalizou um saldo negativo de 16.272 postos de trabalho com carteira assinada.

O resultado expressa a diferença entre o total de 35.530 admissões e 51.802 desligamentos.

O saldo de dezembro situou-se em um patamar superior ao contabilizado em igual mês do ano anterior (-18.968 postos), mas manteve o resultado negativo já exibido nos outros meses de dezembro da série histórica (2006-2016). O saldo negativo de 67.291 postos de trabalho celetista do ano de 2016 revela a diferença entre o total de 580.820 admissões e 648.111 desligamentos, com ajustes das declarações fora do prazo.

Setorialmente, em dezembro de 2016, na Bahia, oito segmentos registraram saldo negativo: Construção Civil (-6.126 postos), Serviços (-4.000 postos), Agropecuária (-2.573 empregos celetistas), Indústria de Transformação (-1.973 postos de trabalho), Comércio (-583 postos), Serviços Industriais de Utilidade Pública (-467 postos), Administração Pública (-420 postos) e Extrativa Mineral (-130 postos).

:: LEIA MAIS »

Brasil fecha 118.776 postos de trabalho em março, diz Caged

Programa Nacional de Documentação de trabalhadora ruralO Brasil teve a maior perda de vagas formais para meses de março em 25 anos, segundo dados divulgados hoje (22) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. No mês passado, o país fechou 118.776 postos de trabalho com carteira assinada.

Nos últimos 12 meses, já foram suprimidas 1.853.076 milhões de vagas formais. Os números levam em conta a diferença entre demissões e contratações. Quase todos os setores da economia demitiram mais do que contrataram. A exceção foi a administração pública, com 4,3 mil vagas a mais no mês.
:: LEIA MAIS »

Vitória da Conquista é um dos municípios que mais desempregou na Bahia em 2015

Da Redação

Doméstica-carteira-de-trabalhoO Ministério do Trabalho (MTE) divulgou nesta quinta-feira (21) os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) relativos a dezembro e um balanço de 2015.

No ano, em todo o Brasil, foram fechadas 1.542.371 vagas com carteira assinada. Segundo os números, é o pior resultado desde 1992.

Já na Bahia foram 83.076 postos de trabalhos com carteira assinada fechados, enquanto que em Vitória da Conquista, o número de desligamentos do emprego formal foi de 1.794 superior ao número de contratados, ou seja, a cidade perdeu 1.794 vagas com carteira assinada. Apenas em dezembro, a capital do sudoeste perdeu 617 vagas formais.

Cidades como Salvador, Feira de Santana, Simões Filho, Maragogipe e Vitória da Conquista estão entre as que mais geraram desemprego em 2015, conforme os dados do Caged.

Bahia totaliza saldo negativo de 9.124 postos de trabalho em junho de 2015

trabalhoDe acordo com as informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sistematizadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), referentes ao mês de junho de 2015, a Bahia totalizou um saldo negativo de 9.124 postos de trabalho com carteira assinada. Tal resultado expressa a diferença entre o total de 51.867 admissões e 60.991 desligamentos.

O saldo registrado em junho situou-se em um patamar inferior ao contabilizado em igual período do ano anterior (-2.564 postos) e representa o menor resultado da série para os meses de junho (2005-2015). É, também, inferior a maio de 2015 (-7.580 postos), incluindo as declarações fora do prazo.
:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia